• Da redação

Índice de perdas físicas de água chega a média de 26% em Holambra

Moradores podem comunicar anonimamente qualquer irregularidade no sistema de encanamento


No panorama nacional do saneamento as perdas físicas de água são consideradas um dos principais desafios do setor. Um estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil revelou que o índice médio do Brasil chega a 38,3%, que equivale ao volume de 6,5 bilhões de metros cúbicos de água tratada que são perdidas no processo. Em Holambra, os procedimentos e operações adotadas pela concessionária responsável pelos serviços de abastecimento e de esgotamento sanitário, inserem o município em uma posição de destaque, caminhando em uma direção oposta do atual cenário do país.



No ano  de 2019, o índice de perdas registrado em município atingiu a média móvel de 26%, que representa a redução de cerca de 24% do percentual, que antes chegava a 50%.  Esse resultado é proveniente do investimento contínuo feito pela concessionária Águas de Holambra há mais de três anos, que tem como objetivo aprimorar os procedimentos operacionais e identificar avarias no sistema de produção e distribuição de água do município.

Segundo o coordenador de Engenharia e Operações, Alan Pedra, os resultados apresentados podem ser comemorados, uma vez que estão abaixo da média nacional. “Se compararmos com o panorama do país, o cenário que temos no município é considerado um case de sucesso e deve ser celebrado, pois atualmente só conseguimos visualizar números parecidos como os que temos aqui, em grandes potências mundiais como China e Reino Unido, em torno de 20%. Isso demonstra que as soluções propostas pela concessionária estão dando resultado, enfatiza o coordenador.



Outra medida adotada pela empresa é o programa de combate às fraudes, conhecidas popularmente como “gato”, que consiste em vistorias realizadas em todas as áreas do município para identificar e corrigir as irregularidades constatadas nas investigações. Além disso, a concessionária disponibiliza os canais de atendimento telefônico e as plataformas online para que a população possa utilizar anonimamente para apontar supostas contravenções no sistema de abastecimento cometidas por usuários.

De acordo com coordenadora de Serviços, Laís Gomes, as operações de combate às fraudes se mostram uma medida cada vez mais essencial na garantia da eficiência do sistema em alta performance.

“Muitas vezes as pessoas desconhecem os danos que as fraudes causam no sistema. Quem comete a irregularidade leva vantagem até um certo ponto, mas afeta todo um município que é prejudicado tanto com a perca da qualidade no abastecimento, assim como na degradação dos recursos naturais. Por isso, estamos intensificando os processos de investigação, para assegurar que nenhuma das partes seja desfavorecida e receba o melhor serviço que pode ter”, destaca a coordenadora.




Canal de denúncias de fraudes

O usuário que quiser comunicar anonimamente qualquer tipo de irregularidade, pode acionar a concessionária pelos canais: 0800 595 33333 (para ligações de telefone fixo), (19) 3512-3411 (para ligações de telefone celular) e pelo WhatsApp (19) 9 7405-9200 (atendimento até às 20 horas). 

A concessionária disponibiliza também o atendimento online, por meio da plataforma Serviços Online disponível no site e pelo aplicativo Águas APP.

0 visualização