• Da redação

Conseg debate situação no Camanducaia com moradores do bairro


Moradores do Camanducaia e representante do Duas Marias estiveram presentes na primeira reunião com a nova diretoria


A primeira reunião da nova diretoria do CONSEG - Conselho Comunitário de Segurança de Holambra ocorreu na tarde de sexta-feira 07/07)), no plenário da Câmara Municipal. A seção teve início às 16h30 e foi coordenada pelo novo presidente do conselho, GM Paulo Roberto Rita. As demais corporações responsáveis pela segurança pública na Cidade das Flores foram representadas pelo Delegada da Polícia Civil que comanda as delegacias de Holambra e Jaguariúna, Juliana Belinatti, Sargento PM Souza, pelo Comandante da GM, Antonio Giron, e pelo representante da Prefeitura, o chefe de gabinete Wilson Barbosa.

O tema da reunião visou especificamente os problemas de segurança ocorridos no Bairro Camanducaia, em Holambra e nas reivindicações já expostas. A reunião contou com moradores do bairro Camanducaia e de um represente dos moradores do Condomínio Duas Marias. A participação destes moradores foi parabenizada pelos componentes da mesa, uma vez que em reuniões passadas, segundo eles, apenas os membros do CONSEG estiveram reunidos para os debates. Os vereadores Lucas

O principal problema colocado em discussão foi a precariedade na infraestrutura do bairro, o que,o que na avaliação dos membros do Conseg, colabora para a falta de segurança. Os moradores colaram em pauta exemplos de crimes já ocorridos no Camanducaia, como furtos, e recentemente o assalto ocorrido na última semana, que teve grande repercussão nas redes sociais. Em entrevista ao site do Jornal da Cidade, moradores demonstraram preocupação e ressaltaram a importância de tornar o bairro mais seguro.

"O principal ponto que fazemos exigências é pela segurança do bairro. Não é o primeiro assalto e nós sentimos que está aumentando. Estamos lutando para que sejam colocadas câmeras de segurança para garantir uma maior segurança", disse Lore Vieira, moradora do bairro há cerca de 5 anos.

"Há mais ou menos cinco anos, tinha saído e quando voltei haviam furtado minha casa. E há dois anos furtaram novamente: levaram a máquina de lavar, as televisões e até o bebedouro d'água. Espero que na reunião possamos achar soluções porque, eu mesma não saio mais à noite. Eu e meu marido acabamos ficando presos, ainda mais com a idade que temos!", revela Maria Cândida Delconde, moradora no Camanducaia há 15 anos.

A reunião ocorreu tranquilamente. A delegada Juliana Belinatti esclareceu questões de policiamento e investigação dos crimes ocorridos no bairro. Ela ressaltou a dificuldade em apurar furtos (crime ocorrido sem a presença de alguém na casa) e também acredita que uma solução importante seria implementar câmeras móveis e com boas imagens. A delegada também pediu a colaboração dos moradores para que, ocorrido qualquer tipo de crime, registrem sempre o (Boletim de Ocorrência (BO).

O Sargento PM Souza e o Comandante da GM, Antonio Giron, ressaltaram que o patrulhamento é feito normalmente no bairro e em horários diferentes, mas que infelizmente não é possível enviar viaturas para ficar grande parte de tempo no bairro porque não contam com efetivo necessário para isso. O Sargento e o Comandante também solicitaram o apoio dos moradores em sempre registrar o BO, e mesmo que haja algo do qual se suspeite a pessoa deve ligar para a GM ou para a PM imediatamente.

Sobre o policiamento, os moradores se posicionaram a favor e parabenizaram o serviço das polícias, garantindo que o atendimento é rápido e que estão sempre à disposição. Apontaram, também, que o que precisa ser feito para garantir mais segurança no Camanducaia é investir nas questões de infraestrutura, como iluminação (principalmente na entrada do bairro), asfaltamento e câmeras eficazes para o reconhecimento das pessoas.

O representante do Executivo da Prefeitura, Wilson Barbosa, disse aos moradores que Holambra, em conjunto com a Prefeitura de Jaguariúna, trabalha para que seja asfaltado a estrada de terra e que o monitoramento ocorrerá, já que vai ser implantada a fibra ótica e o Condomínio Duas Marias vai colaborar com o monitoramento via câmeras. Wilson ressaltou que são obras que demandam um certo tempo, mas que com certeza já estão em planejamento pela Prefeitura. Referente a quantidade de agentes policias efetivos, também anunciou que novos Guardas Municipais estão chegando à cidade.

O presidente do Conseg, Paulo Roberto, salientou iniciativas de prevenção a estes crimes: O projeto "Vizinho Solidário" estará de volta e pretender realizar trabalhos de aconselhamento sobe falsos roubos e sequestros. O Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas) é outra ferramenta que estará de volta nas escolas através, de palestras ministradas por Policial Militar feminina. Paralelo a essas iniciativas, a companhia Águas de Holambra também irá colaborar dicas de segurança nas contas de luz, alertando sempre os moradores sobre precauções a serem tomadas.

O GM e presidente da CONSEG, Paulo Roberto, deu sua opinião ao site do JC Holambra ao final da reunião: "A partir desta reunião esperamos colher alguns frutos e imediato. O representante do Duas Marias veio até aqui e se prontificou a nos ajudar com as câmeras de segurança. A presença dos moradores do Camanducaia foi fundamental. Precisamos de uma união de forças. Zerar os crimes é praticamente impossível, infelizmente, mas com com certeza estamos e vamos trabalhar ainda mais para diminuir a criminalidade em Holambra" , concluiu. As reuniões do CONSEG ocorrem todo mês, são comunicadas à população previamente e toda pessoa interessada em contribuir com ideias e iniciativas pode participar.

#Camanducaia #GM #Prefeitura #Conseg #Holambra #segurança #DuasMarias #JornaldaCidade #BO #Iluminação #policiamento

9 visualizações