• Da redação

Holambra adere ao projeto Rede de Municípios Potencialmente Saudáveis


Projeto intersetorial busca proporcionar mais qualidade de vida à população, reforçando o contato entre Poder Público e moradores.


Holambra passou a fazer parte, oficialmente, da Rede de Municípios Potencialmente Saudáveis, após o prefeito Fernando Fiori de Godoy ter assinado última terça-feira, 1º de agosto, o termo de adesão ao projeto. O objetivo é o desenvolvimento de políticas públicas que melhorem a qualidade de vida da população, auxiliando o poder público e atraindo a comunidade com iniciativas voltadas para o bem-estar coletivo da população holambrense.

A Rede, que conta com o apoio técnico do Labinur (Laboratório de Investigações Urbanas) da Unicamp, e da OMS (Organização Mundial da Saúde), recebeu a adesão de aproximadamente 60 cidades de cinco estados brasileiros, envolvendo pesquisadores, gestores e representes da sociedade civil para a realização de um trabalho conjunto. O desenvolvimento das ações em municípios como Holambra acontecerá por meio da parceria entre Prefeitura, população e Labinur, que atuará no acompanhamento dos projetos.

A coordenadora da Rede e pesquisadora da Unicamp, Ana Maria Girotti Sperandio, destacou a importância do projeto para a cidade: “A rede é uma nova forma de fazer a gestão de uma cidade, criando espaços de diálogo entre o Poder Público e as comunidades. Pessoas aqui do município nos disseram que Holambra é saudável, mas que há aspectos que precisam ser melhorados de maneira coletiva”, disse Ana Maria. “A população quer se envolver em projetos maiores e, para que isso aconteça é preciso aprender a trabalhar de maneira intersetorial", completou.

A gestora da Rede no município será a supervisora de ensino Renata Porreca, que conheceu o trabalho em maio desse ano. “É uma iniciativa de sucesso, que vai dar muito certo por aqui também. A população tem orgulho de viver na cidade e com certeza vai abraçar essa ideia. Queremos unir todos os departamentos da Prefeitura e a sociedade. A responsabilidade de uma cidade saudável é de todos nós.", disse Renata.

O projeto também recebeu apoio de instituições de ensino, como da creche Favo de Mel, do bairro Fundão. A coordenadora da creche, Anelise Zoia Miltenburg, que participou da solenidade de assinatura do termo de adesão, acredita na atuação das crianças como multiplicadoras de boas ideias.

“Pra mim o caminho é começar desde cedo a conscientizar as crianças e apostar em ideias que envolvam os pequenos. Aqui, já fizemos pequenas hortinhas em que eles plantavam, cuidavam, experimentavam. É uma ação exemplar, que dialoga com essa iniciativa. Queremos e podemos fazer muito mais”, afirmou.

A vereadora presidente da Câmara Municipal, Naiara Hendrikx (PMDB), também apoiou e destacou a importância de se aderir à iniciativa. “É algo muito importante, que tem o objetivo de buscar uma vida melhor pra todo mundo. Tem tudo pra dar certo. Holambra está dando um grande passo”, avalia a vereadora.


Para o prefeito Fernando Fiori de Godoy (assinando o documento de adesão), Holambra é privilegiada por fazer parte dessa iniciativa. “Estou orgulhoso. O grande desafio da política é melhorar a vida das pessoas. Se cada morador se encantar com um projeto, imagine só quantos projetos poderemos fazer em nossa cidade. Espero que essa semente plantada agora renda bons frutos”, comentou.

Fotos: Divulgação/Prefeitura Holambra

#PrefeituradeHolambra #FernandoFiorideGodoy #FernandoCapato #Integraçãosocial #Holambrenses #LABINUR #OrganizaçãoMundialdaSaúde #Unicamp #FavodeMel #Fundão

0 visualização