• Da redação

Sabor de gratidão: caçarola do papai!


Comemora-se tradicionalmente, neste segundo domingo de maio, o Dia dos Pais, e tem muito filho preparando homenagens, ensaiando nas escolas, na certeza absoluta e com total razão, de que o seu pai é o melhor de todos. A presença masculina e forte do pai, dentro da tradicional estrutura familiar, andou sofrendo algumas transformações com o passar do tempo e com a ida da mulher para o mercado de trabalho.


Isto trouxe algumas mudanças que, em muitos casos, até deixaram os pais bem mais próximos dos filhos, pois os tornaram mais acessíveis e envolvidos também com as tarefas domésticas, antes restritas apenas ao universo feminino. O pai atual deixou de ter aquele papel apenas do provedor, que saía de manhã bem cedo e só voltava à tardinha, quando normalmente se impunha a lei do silêncio, pois este tinha tido um dia cheio no trabalho e precisava de sossego para repor as energias, como se isto fosse viável, numa casa com crianças.

O pai moderno leva e busca filhos na escola, troca fraldas, dá banho nos bebês, participa ativamente da vida social dos filhos e, em alguns casos, até assume integralmente estas tarefas domésticas e com muita desenvoltura. Venho de uma criação mais tradicional e não tenho lembranças do meu pai se envolvendo com tarefas, que na sua cabeça e em razão do tempo em que viveu: “eram coisas de mulher”, mas tivemos uma linda e amorosa relação de pai e filha que se estendeu por todo o tempo que tive o privilégio de tê-lo comigo.

Mesmo já estando casada e sendo mãe de duas filhas, continuava sentando no seu colo e sendo chamada de “meu nenê”! Modernidades e evolução dos tempos à parte, não existe amor maior neste mundo do que o de pais e filhos, o amor na sua essência: grande, abnegado, que abre mão de tudo por um propósito maior, que se transforma e evolui na perpetuação da espécie humana.

Ser pai não é uma tarefa nada fácil, envolve muitos compromissos, responsabilidades e preocupações, e ainda tem o diferencial de ser vitalício. Então, nada mais justo que, na data em que se celebra este ofício os filhos deem uma folga para este grande homem de suas vidas e lhe preparem um delicioso almoço como homenagem.

Como nem todos os filhos dominam com destreza a arte culinária, e raramente invadem a cozinha, pois normalmente são os pais que assumem mais esta responsabilidade, a coluna propõe o preparo de uma receita deliciosa, de execução fácil e cara de almoço especial de um domingo de Dia dos Pais!

INGREDIENTES

1 Kg de carne cortada em cubos (alcatra, coxão mole, contrafilé, filé mignon...)

300 gramas de presunto cortado em cubos

20 Azeitonas verdes picadas

1 Cebola pequena ralada, ou picada finamente

2 Colheres sopa de manteiga sem sal

2 Colheres sopa de azeite

1 Xícara de vinho branco seco

2 Xícaras de água filtrada

1 Pitada de orégano

1 Colher chá de páprica

1 Colher sopa de coentro, ou cheiro verde picado

4 Ovos cozidos e duros

1 Lata de milho verde escorrido

Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

PREPARO: Tempere os cubos de carne com sal e pimenta. Corte o presunto em cubos e se possível, no mesmo tamanho da carne. Ponha numa caçarola se tiver (panela de ferro): a manteiga, o azeite, a cebola e refogue até dourar.

Adicione então: a carne, o presunto, as azeitonas, o milho e refogue por 3 minutos a 5 minutos, com a caçarola sempre aberta.

Junte a páprica, o coentro, o orégano, o vinho e a água, acerte o tempero, aguarde levantar fervura, abaixe o fogo, cubra a caçarola e deixe cozinhando por 40 a 50 minutos (o tempo de cozimento vai depender do corte de carne escolhido para o preparo da receita). Se necessário coloque mais água.

Acrescente então os ovos cozidos cortados em cubo, dê uma boa mexida e mantenha no fogo por mais 3 minutos.

Desligue e sirva dentro da caçarola para manter quente o cozido e também para economizar trabalho!

RENDIMENTO: 6 Porções!

ACOMPANHAMENTO: Arroz e salada!

Para beber: cerveja e o vinho branco que sobrou!

DICA: Se tiver milho fresco por casa, utilize no lugar do em lata.

Se for usar um corte de carne mais duro, quando for temperar com sal e pimenta, adicione também 2 colheres de sopa de vinagre e deixe descansando por 30 minutos, pois o ácido vai auxiliar a amaciar a carne.

Na compra dos ingredientes já peça para preparar a carne e o presunto em cubos. Os estabelecimentos comerciais da cidade prestam este serviço com gentileza e competência.

NOTA: Desejo a todos os pais, muita alegria e êxito na criação dos seus filhos, em todos os dias desta inseparável e sagrada parceria!

Bom Domingo!

#Comemoração #DiadosPais #Gratidão #DataEspecial #CaçaroladoPapai #Cozinhando

16 visualizações