• Da redação

Bolo de maçã com nozes e canela!


Neste final de mês de agosto, quando a primavera se insinua com todo o seu charme, beleza e esplendor, sem falar na cantoria dos pássaros, que torna tudo ainda mais lindo e alegre, nossa cidade passa por uma brusca transformação e perde seu ar bucólico de interior, para sediar a maior exposição de flores da América Latina: a Expoflora!

O grande evento gera empregos informais, garante renda extra para alguns holambrenses e agita a via social da cidade, mas no contraponto traz também alguns desconfortos, com alterações no trânsito e um volume enorme de veículos circulando pela cidade, que atrapalham o ir e vir rotineiro dos moradores.

Na verdade, somos bastante mal-acostumados com o conforto de uma cidade de tráfego tranquilo, pessoas que se conhecem, com poucos e isolados índices de roubos e violência. Basicamente vivemos sem o medo e a insegurança das grandes metrópoles e temos a conquista diária do que é o sonho de todos e, infelizmente, cada vez mais difícil nas cidades brasileiras: qualidade de vida!

Durante este período da Expoflora, precisamos redobrar nossa atenção, pois durante este breve tempo, sairemos da nossa zona de conforto e atrairemos os holofotes para nossa cidade. Esta projeção atrai coisas boas, mas também as ruins, por isto devemos estar vigilantes e atentos.

Nossas crianças, que na sua pureza lúdica aguardam ansiosamente e em êxtase pela festa, quando vestidos com as roupas típicas da dança folclórica holandesa, bailam e fazem a alegria de muita gente. No entanto, elas também têm sua rotina bastante alterada, pois precisam juntar a escola e suas atividades extras com a vida de dançarinos, o que acaba levando muitas mães à loucura para conseguir acompanhar a mudança na rotina dos filhos.

Para facilitar a vida dessas mães e crianças a coluna publica esta receita deliciosa de um bolo especial, nutritivo, de preparo muito fácil, que pode ser levado no lanche, como pode fazer a alegria de um café da tarde ou abrilhantar e perfumar a mesa do café da manhã, distraindo os olhos e as papilas gustativas das tentações e guloseimas da Expoflora.


O casamento da maçã com a canela já é um sonho, e com o acréscimo crocante das nozes o encanto fica reforçado e o perfume se espalha pela casa, seduzindo toda a família e também quem passa por perto. Confira:

INGREDIENTES:

4 Ovos

3 Maçãs médias descascadas e cortadas em pequenos quadrados

20 Nozes picadas grosseiramente

1 Limão, suco (para colocar sobre as maçãs)

2 Xícaras de farinha

2 Xícaras de açúcar

1 Xícara de chá de óleo, ou 1 xícara de chá de óleo de palma (é encontrada no comércio local)

1 Xícara de chá de aveia grossa (opcional)

1 Colher de chá de canela

1 Colher de sopa de fermento em pó

½ Xícara de chá de açúcar confeiteiro misturada com 1 colher de chá de canela

PREPARO: Bata os ovos inteiros com o açúcar, junte a farinha, a canela, o óleo, a aveia (se for usar) e por último acrescente o fermento, misturando delicadamente.

Esta primeira parte poder ser feita na mão, para agilizar o preparo, ou também na batedeira. Isso vai depender da disposição e do tempo de quem for preparar.

Depois junte as maçãs picadas em pequenos quadrados e as nozes.

Unte uma forma com margarina e farinha, despeje a massa e leve para assar em forno preaquecido por 40 a 50 minutos, até o bolo dourar. Faça o teste do palito.

Polvilhe com o açúcar de confeiteiro, misturando com a colher o que restou de canela e se delicie!

RENDIMENTO: 15 a 20 Fatias.

ACOMPANHAMENTO: Café, chá, sucos, vinho do Porto...

DICA: Se não gostar, ou não tiver nozes, pode utilizar qualquer outra fruta oleaginosa: amendoim, castanha do Pará ou de caju, avelã, pois todas estas darão crocância, porém, trarão diferentes nuances de sabor.

O açúcar tradicional pode ser substituído pelo demerara ou mascavo. O açúcar de confeiteiro, pode ser preparado em casa: é só colocar no liquidificador e bater.

NOTA: Conforme citei nas dicas, a castanha do Pará também fica muito gostosa no preparo deste bolo mas, ironicamente, em mais uma das tantas contradições brasileiras, este alimento que conforme o próprio nome diz é um produto genuíno do nosso país, está sendo vendido nos comércios por um preço exorbitante, o que desestimula e até torna inviável o seu uso, o que é uma grande lástima, pois é rico em selênio e deveria ser consumido por todos.

Esta receita foi enviada, pela minha querida amiga, carioca da gema, mas holambrense de coração, Emília Raimundo. A ela, meu muito obrigado!

Foto ilustrativa: Internet.

#Bolodemaçã #Comnozesecanela #ReceitasCulinárias #BeatrizChassot #Delíciasbrasileiras #Agosto

452 visualizações