• Da redação

Prefeitura e governo estadual não cumprem promessa e Holambra segue sem guarnição de Bombeiros Civis


Em Nota emitida após o fechamento da matéria jornalística, a prefeitura de Holambra deu sua versão sobre os fatos apresentados na reportagem do site JC Holambra; confira também como o governo estadual encaminhou a questão.

Mesmo com o anúncio de que a prefeitura receberia ajuda do governo estadual, feito em 5 de fevereiro de 2015 pelo governador Geraldo Alckmin durante visita à região, Holambra continua sem ter uma guarnição civil do Corpo de Bombeiros e terá que recorrer à ajuda de cidades vizinhas, caso ocorra um incêndio na cidade.

Na ocasião (fevereiro de 2015), conforme o site JC Holambra publicou, a estância turística seria contemplada “nos próximos meses” com um caminhão de combate a incêndios, equipamentos de trabalho e cursos de capacitação para formação de bombeiros civis.


A garantia do governo estadual foi dada, segundo a prefeitura, em 2015, após um pedido apresentado em agosto de 2014 pelo prefeito Fernando Fiori de Godoy, hoje reeleito e administrando a cidade pela segunda vez. No entanto, na prática, quase nada do que foi dito se concretizou.

Conforme o planejamento anunciado em 2015, o grupamento da cidade seria formado em parceria com a Associação de Bombeiros Civis de Holambra, por guardas municipais (GMs) e voluntários da sociedade civil treinados por bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

“Ter um grupamento de bombeiros local é importante para que Holambra tenha estrutura para enfrentar ocorrências com mais preparo e rapidez”, disse textualmente o prefeito Fernando Fiori de Godoy, na época, e completou: “É uma reivindicação antiga e justa, uma vez que dependemos hoje do deslocamento de bombeiros de outros municípios para nos atender”.

“Foi só pra inglês ver”, diz vereador

Consultado sobre o que sabe a respeito da implantação de uma guarnição de Bombeiros Civis em Holambra, o vereador de oposição Eduardo da Silva, o Pernambuco (PSD), que é do mesmo partido do vice-prefeito Fernando Henrique Capato, foi direto e não economizou críticas à administração do prefeito Fernando Fiori de Godoy (PTB).

“Já levei esse assunto à tribuna da Câmara várias vezes e, infelizmente, não tive apoio da maioria de meus colegas para abrir uma investigação, o que é lamentável. Essa história do caminhão foi coisa armada pelo prefeito. Ele esteve em São Paulo, na época, tirou uma foto ao lado de um caminhão e espalhou a notícia na imprensa só pra ganhar votos e se reeleger”, denuncia.

Conforme Pernambuco, os vereadores sabem que a intenção da prefeitura é ter em Holambra uma guarnição de bombeiros civis voluntários, mas a ideia não saiu do papel e caiu no esquecimento porque os que deveriam cobrar providências, que são os vereadores, com exceção dos três que fazem oposição, ajudam a colocar “panos quentes”. Para Pernambuco, o assunto está sendo retomado em boa hora.

“Vou pedir a palavra na tribuna, na próxima sessão, e levar um cartaz para fazer um protesto silencioso, porque a gente fala, grita, aponta erros e parece que a maioria faz questão de fechar os olhos. Então, quem sabe assim, a gente, que é de oposição, comece a ser ouvida e faça as pessoas acomodadas se mexerem”, disse Pernambuco em tom de desabafo.

No legislativo holambrense o vereador integra as seguintes Comissões: de Obras, Serviços Públicos, Saúde, Educação, Cultura, Lazer e Turismo, Planejamento, Uso, Ocupação e Parcelamento do Solo (vice-presidente).

Inicialmente, prefeitura e governo estadual não respondem

(*Resposta da prefeitura veio somente após o fechamento e publicação da matéria: confira abaixo, em vermelho)

Procurada pelo site JC Holambra na tarde desta terça-feira (12/09), para se manifestar sobre a não implantação da guarnição de Bombeiros Civis na cidade, a prefeitura de Holambra, por meio de sua Assessoria de Comunicação, deu retorno por volta das 17h55, alegando que aguardava o posicionamento da pessoa que poderia esclarecer o assunto.

Isso, apesar de ter recebido o E-mail por volta das 14h05, que dizia que o dead line (horário de fechamento da matéria, que é um termo utilizado entre jornalistas) seria às 18h. O recebimento do E-mail tinha sido confirmado por uma funcionária da Assessoria de Comunicação. Por decisão do editor do site a matéria foi publicada após as 18h30 do mesmo dia.

Já o governo estadual, consultado sobre o assunto por meio da Subsecretaria de Comunicação do Estado de São Paulo, responsável pelo contato com a mídia do interior, solicitou que as perguntas formuladas pelo site JC Holambra fossem enviadas nos dois E-mails indicados e prometeu dar retorno, o que não aconteceu até o fechamento desta reportagem.

Esclarecimento do editor do site JC Holambra sobre o posicionamento do governo estadual: Posteriormente, por volta das 19h40, uma pessoa que se identificou como Gabriela, falando em nome da Secretaria de Segurança Pública do governo estadual, deu retorno ao editor do JC e perguntou se o site ainda queria a resposta. Deixei a critério deles, uma vez que o interesse maior em esclarecer os fatos é de quem fez a promessa.

* Nota enviada pela Assessoria de Comunicação da prefeitura por volta das 20h45 de 12/09, também após o fechamento da reportagem:

A Prefeitura de Holambra esclarece, inicialmente, que firmou convênio junto à Secretaria de Segurança Pública do Governo do Estado para a execução de serviços de prevenção e combate a incêndios - mas que não recebeu, em nenhum momento, qualquer repasse financeiro para este fim. Esclarece, ainda, que aguarda a edição, por parte do Estado, de documento oficial que permitirá a efetiva criação do Corpo de Bombeiros Civis Voluntários, uma iniciativa piloto que está sendo desenvolvida por meio de cooperação com o município.

A Prefeitura informa que servidores que integram o efetivo da Guarda Municipal concluíram treinamento ministrado pelo Corpo de Bombeiros da Polícia Militar e que um grupo de voluntários encerra esse mês curso oferecido por empresa local e pela Associação de Bombeiros Civis de Holambra. Informa também que a cooperação prevê ao município a disponibilização de abrigo para a unidade e, ao Estado, entre outras coisas, a cessão de caminhão de combate a incêndios, conforme noticiado.

#BombeirosCivis #Holambra #SegurançaPública #Prefeitura #GovernoEstadual #Guarnição

12 visualizações