• Da redação

Que saudade!


Estivemos no último dia 8 visitando a Expoflora. Vem então à nossa memória os idos tempos em que esse evento começou a ser organizado no antigo campo de futebol. Isso há 36 anos! Os locais para a exposição de trabalhos eram montados com bambus sob lonas. Algumas prateleiras, uma tábua como balcão, alguns banquinhos para sentarmos e estava pronto nosso “estande”.


Nosso neto, com 4 anos, que havia pedido para ir antes para o local da exposição com nosso caseiro Natal, quando lá chegamos, vimos uma cena tragicômica: o menino estava agarrado a um bambu, lá no alto, balançando a barraca inteira! - André!!! Desça daí!!! Então ele escorregou no bambu e desceu. O Natal, nosso paciente caseiro, só dizia: deixem o menino...

Hoje esse arteiro e levado moleque é um famoso e brilhante implantodontista que nos enche de orgulho! Quando chovia, era uma guasca que ensopava todos que estavam ali e as peças de nossa cerâmica expostas. Certa vez precisamos pegar algumas peças de roupa que tínhamos ali para enxugar pelo menos o balcão e algumas peças. Mas, o mais interessante, era que nos divertíamos o tempo todo! Tudo era motivo para rirmos muito!

E assim, fomos participando durante 27 anos desse evento que foi crescendo e se tornando cada vez mais lindo e importante, tornando-se uma festa conhecida no país inteiro! E muitas vezes visitadas por estrangeiros que se interessam pelas pesquisas realizadas por aqui.

Quando surgiu o desfile das flores nesta última visita, com o Piet na frente e a fanfarra mais entusiasta que já vi alegrando todos com sua cadência, me lembrei quando o Stalden jogava bombons para as holandezinhas e nós jogávamos tamanquinhos para elas!

Eu nos vi em nossa janela, alegres e felizes, cantando, esquecendo de todos os problemas e preocupações! As lágrimas rolavam, mesmo que eu não quisesse! Que saudade! A Expoflora passou a ser o mais importante e maior evento, cujo objetivo são as flores, em toda a América Latina!

Quando ficávamos em nosso estande da Expoflora, acontecia tanta coisa interessante que publiquei diversas crônicas sobre fatos ou acontecimentos que nos divertiam muito! O título das crônicas era: “De meu observatório na Expoflora.” Por isso devemos sempre ir gravando em nossa caminhada os bons momentos que nos proporcionam alegria e felicidade. Esses, serão lembrados quando o outono chegar e nos trarão muito conforto e contentamento!

#Artigo #MemóriasdeHolambra #Expolflora #Saudades #IldadeBarros #Lembranças

5 visualizações