• Da redação

“Sarna” de ouvido


O Otodectes cynotis (popularmente conhecido como “sarna de ouvido” ou ácaro de ouvido) é um ácaro comum dos cães e esporádico em gatos, com prevalência no mundo todo. Esses parasitas vivem na superfície do conduto auditivo e se alimentam de detritos de pele e secreções do tecido.


Os sinais clínicos incluem coceira constante, sacudir a cabeça, nós próximos aos ouvidos (para os cães de pelo longo), secreção enegrecida (tipo borra de café), irritação, dor e nas infestações mais intensas os ácaros podem deixar o conduto auditivo e parasitar cabeça, pescoço e até mesmo a ponta da cauda. Existem ainda as infestações subclínicas (sem sinais clínicos evidentes).

A transmissão ocorre de forma direta, de animal para animal. Esse parasita é facilmente transferível entre as altas populações de cães (canis, abrigos, etc). O diagnóstico é feito através dos sinais clínicos e do exame otoscópico, onde é possível a observação dos ácaros.

O ciclo de vida do ácaro é em torno de 21 dias. O tratamento deve ter o objetivo de exterminar as larvas que eclodem dos ovos, dessa forma existem diversas opções como medicamentos acaricidas (orais ou tópicos), limpeza do conduto auditivo para remoção da secreção, e quando há infecções secundárias é necessário antibioticoterapia ou terapia antifungica.

Todos os cães e gatos em contato com o animal diagnosticado, devem ser avaliados e tratados preventivamente. O ambiente, as caminhas, equipamentos de higiene, devem ser rigorosamente limpos, já que os ácaros são capazes de sobreviver semanas e até meses fora do hospedeiro.

Se o seu pet apresentar algum dos sintomas citados acima, procure um médico veterinário, pois só ele esta apto para diagnosticar e instituir um tratamento eficaz para o problema do seu melhor amigo. Lembrando que esta não é a única doença que causa coceira e irritação nos ouvidos dos animais.

Foto: Maria Elisa Moraes/Site JC

#Ácaros #Sarnadeouvido #Tratamento #Sintomas #Veterinária #Holambra

30 visualizações