• Da redação

“Doença da pulga” em gatos


A micoplasmose felina ou anemia infecciosa felina é uma doença que muitas vezes pode passar despercebida pelos tutores dos gatos pois, frequentemente, não apresenta sintomas clássicos. A principal forma de transmissão da doença ocorre por meio de parasitas externos, como pulgas e carrapatos.

O diagnóstico é feito através de exames como hemograma , esfregaço sanguíneo e PCR (exame específico para identificar a doença). O tratamento consiste na utilização de antibióticos, corticoides e fluidoterapia (soro). Muitas vezes o gatinho precisa ser internado e em casos mais graves ainda pode ser necessário uma transfusão de sangue.


Os sinais que devem ser observados no bichano são: apatia, diminuição de exercícios, fraqueza, mucosas pálidas, febre, falta de apetite, diminuição de peso e até mesmo icterícia. Em muitos gatos essa doença pode não apresentar sintoma algum, permanecendo por muito tempo no animal.

O risco se acentua na época de primavera e verão, quando a incidência de pulgas e carrapatos aumenta. O combate desses ectoparasitas é parte fundamental para a prevenção da doença, já que não há vacina para a afecção disponível aos animais. Existem inúmeros produtos no mercado pet que oferecem proteção para os gatos, tanto em forma de comprimidos como através de soluções tópicas para todos os pesos.

Deixe seu felino bem longe dessa grave doença que pode levar a óbito. A prevenção contra pulgas e carrapatos ainda é a única opção para diminuir a chances de seu gatinho ser acometido pela micoplasmose. Procure seu médico veterinário imediatamente se notar alguma das alterações citadas acima.

Cuide bem do seu bichano, pois ele tem muito amor e carinho a oferecer.

Foto: Divulgação/Acervo WIX.

#DoençadaPulga #Gatos #Animais #Saúdeanimal #Prevenção #Sintomas #Tratamento #MedicinaVeterinária #micoplasmose #AnemiaInfecciosa

482 visualizações