• Da redação

Presidente da Alesp apresenta Índice Paulista de Responsabilidade Social da região de Campinas


Os dados indicam a qualidade de vida e avaliam dimensões como riqueza, longevidade e escolaridade nos 645 municípios paulistas.

O presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), deputado Cauê Macris, esteve na Câmara Municipal de Campinas na tarde desta quarta-feira (18) para apresentar os dados regionais do Índice de Responsabilidade Social (IPRS) 2016 para a Região Administrativa de Campinas.


O IPRS é um indicador pioneiro, reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas), por apontar a qualidade de vida nos 645 municípios paulistas. O índice, elaborado pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), mede riqueza, longevidade e escolaridade dos municípios de São Paulo.

Os números são disponibilizados a cada dois anos e oferecem uma radiografia da situação socioeconômica dos municípios. As cidades são divididas em 5 grupos, de 1 a 5, sendo que no Grupo A ficam os municípios que apresentam os melhores índices nos três quesitos.

Conforme os números do IPRS, a Região Administrativa de Campinas apresenta uma excelente situação social e econômica nos quesitos riqueza e longevidade. O mais importante, no entanto, foi o destaque no item escolaridade, que ficou bem acima da média estadual e tendendo a subir ainda mais.

“Isso gera, no futuro, um aumento da riqueza e criação de oportunidades”, prevê o diretor-presidente do Instituto do Legislativo Paulista (ILP) da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), Vinicius Schurgelies, que fez a apresentação técnica na audiência desta manhã.

Ainda segundo os dados apresentados, a Região Administrativa de Campinas, entre 2014 e 2016, avançou na classificação. Em 2014, a região estava colocada no Grupo 2. Os novos índices de 2016 mostram que a região subiu para o Grupo 1 entre as cidades com mais qualidade de vida no estado.

De acordo com o ranking de cada dimensão do indicador, entre as 16 regiões administrativas, a de Campinas ocupa a 3ª posição em riqueza, a 2ª em longevidade e a 4ª em escolaridade.


“A partir destes dados, os prefeitos e vereadores poderão avaliar as áreas que precisam de mais atenção e investimento e aquelas que têm potencial para crescer ainda mais. São informações fundamentais para o desenvolvimento dos municípios e do Estado”, afirmou o presidente do legislativo paulista, Cauê Macris (foto acima).

Os dados detalhados do estudo estão disponíveis no site da Assembleia Legislativa de São Paulo:

https://www.al.sp.gov.br/arquivos/iprs/2016/Campinas.pdf


Fotos: Divulgação/Assessoria do deputado Macris na Alesp.

#IPRS2016 #PresidentedaAlesp #CauêMacris #ONU #FundaçãoSeade #Indicadores #Campinas #CâmaraMunicipal

0 visualização