• Da redação

Uso de anticoncepcionais em cadelas e gatas


Existe uma grande preocupação dos tutores de cadelas e gatinhas com relação à uma prenhez indesejada. Deste modo, muitas pessoas optam pela aplicação de anticoncepcionais, porém existe uma grande contradição quando se fala no uso de métodos contraceptivos e saúde e bem estar da fêmea.

A presença do cio é determinada por sangramento vaginal (exceto em gatas), odores que podem ser desagradáveis, atração de machos (que começam a demarcar território em volta da casa), vocalização, entre outros sinais, que muitas vezes incomodam as pessoas da casa. Sendo assim, muitos proprietários optam pela utilização dos anticoncepcionais que possuem baixo custo e podem ser encontrados com facilidade, além de ser prático e rápido.

Porém, o uso de métodos contraceptivos confere alto risco para os nossos bichinhos tão amados. Muitas vezes, ocorre ainda de o animal receber a dose do medicamento estando gestante (principalmente em gatinhas devido a dificuldade de identificação do cio). Dessa forma, o animal pode sofrer aborto e até mesmo retenção dos fetos mortos.


Esse medicamento é totalmente contra-indicado até por ser um dos principais causadores de tumores de mama, de útero e de ovário em cadelas e gatas, infecções de útero também podem ocorrer e além disso, o animal pode ficar mais suscetível a desenvolver doenças endócrinas. Em caso de tumores de mama, o tratamento é cirúrgico associado ou não a quimioterapia (depende do tipo do tumor) e em infecções uterinas novamente é necessário que se faça cirurgia (retirada do útero de emergência) antes de o animal entrar em um quadro de falência renal e infecção generalizada.

A melhor forma de evitar que as fêmeas entrem no cio bem como fiquem prenhas é a castração, que comprovadamente é o método mais seguro e eficaz e além de tudo reduz as chances de o animal apresentar tumor de mama e problemas associados ao sistema reprodutivo. Pode ter um custo mais alto que as injeções contraceptivas porém, a longo prazo, não apresenta riscos à saúde de nossas amiguinhas.

Lembrando que o animal não precisa ter uma cruza antes de ser castrado e também não há necessidade de esperar pelo primeiro cio para o procedimento.

Castração é um ato de amor, procure seu médico veterinário.

#MedicinaVeterinária #Castração #Anticoncepcional #Métodoscontraceptivos #Contraindicação #Risco #CãeseGatos #Doenças #Prevenção

19 visualizações