• Da redação

Estudantes holambrenses se destacam em Olimpíadas Brasileiras de Astronomia e Robótica


Mais de 30 medalhas foram entregues aos alunos da Escola São Paulo, sendo cinco delas, de ouro.


Nesta última terça-feira, 14 de novembro, alunos da Escola São Paulo, localizada em Holambra, foram premiados pelas classificações obtidas nas Olimpíadas Brasileiras de Astronomia e Robótica (OBA e OBR). No total, 33 medalhas foram entregues aos estudantes, sendo 5 de ouro, 20 de prata e 8 de bronze.

A entrega das medalhas e dos certificados de participação foi realizada no anfiteatro da escola e contou com a presença dos pais, além dos coordenadores do ensino fundamental e médio, Rogério Donizete e Sandro José Ferreira, que conduziram as premiações. Para ambos, a participação dos alunos se faz importante para o acúmulo de de conhecimento, além de passar a sensação de dever cumprido da escola ao trabalhar os conteúdos.

"Acho que os mais importante é a aprendizagem que fica para estes alunos mediante uma competição nacional na qual estudantes do do Brasil inteiro participam. Participar de provas deste tipo reduz a dificuldade de fazer uma avaliação que você não conhece, como o ENEM por exemplo", disse Sandro. "É muito gratificante podermos promover o mérito destes alunos que adquirem gosto pela pesquisa, pela ciência e pelo desafio".

"Esta é a primeira vez que participamos da Olimpíada de Robótica e já conquistamos 16 medalhas. Através deste resultado e do resultado da Olimpíada de Astronomia temos a certeza de que todo o conteúdo trabalhado foi executado por nossos profissionais com êxito e fica demonstrada a qualidade do trabalho", afirmou Rogério. "Muitos, ao estudarem sobre tais conteúdos, se encontram até mesmo nas profissões que querem seguir. Mérito dos profissionais, mérito dos pais que apoiam e mérito dos alunos."


Para os alunos Gabriel Ricardo Oliveira e Fernando Reis Manfredini, ambos do 9º ano, o bom resultado nas provas vem da parceria entre dedicação do aluno e ensino oferecido pela escola. "Eu já participei de outras edições da Olimpíada de Astronomia e, este ano, conquistei Prata na mesma e Bronze em robótica. Acredito que a conquista vem principalmente do resultado do ensino da escola, ainda mais quando se trata de robótica que tinha uma prova que jamais tínhamos visto", disse Fernando."Participar de olimpíadas assim é preparação a mais para os vestibulares e para o Enem, é até mesmo, uma preparação psicológica".

Também já participei da edição passada e este ano, conquistei ouro em robótica e prata em astronomia. É um orgulho para mim porque representa o meu esforço na prova e a dedicação que depositei nela. A escola e meus pais oferecem todo um aparato e um apoio para que eu siga firme, fazendo com que eu sempre deseje estar participando", afirmou Gabriel.


Três alunas também foram premiadas pelo concurso fotográfico realizado na escola, promovendo primeiro,segundo e terceiro lugar.

Conhecimento promissor

Para a coordenação da Escola São Paulo, as olimpíadas científicas são uma iniciativa para a popularização e difusão da ciência e tecnologia junto aos jovens utilizada em praticamente todo o mundo. Além da difusão do conhecimento, as olimpíadas realizam muitas outras atividades, e, em muitos casos são também atores no processo de atualização dos professores e escolas.

Na Escola São Paulo, a participação em Olimpíadas do conhecimento já acontece há 10 anos e, segundo sua administração, muito mais que ressaltar o mérito dos alunos e professores pelo esforço e responsabilidade nos resultados, destaca-se principalmente o aprendizado que fica, fazendo com que os alunos se sintam acostumados a enfrentar desafios, a realizar provas diferentes daquelas com as quais estão acostumados no dia-a-dia, o que acaba sendo parte da preparação para o Enem e os grandes vestibulares.

Sobre as olimpíadas

A OBA é realizada anualmente (neste ano no dia 19/05) pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) entre alunos de todos os anos do ensino fundamental e médio, em todo território nacional. A OBA tem por objetivos fomentar o interesse dos jovens pela Astronomia, Astronáutica e ciências afins, promover a difusão dos conhecimentos básicos de uma forma lúdica e cooperativa, mobilizando num mutirão nacional, além dos próprios alunos, seus professores, coordenadores pedagógicos, diretores, pais e escolas, planetários, observatórios municipais e particulares, espaços, centros e museus de ciência, associações e clubes de Astronomia, astrônomos profissionais e amadores, e instituições voltadas às atividades aeroespaciais.

A OBR, também realizada anualmente (neste ano em 02/06), é uma das olimpíadas científicas brasileiras que utiliza-se da temática da robótica e possui como objetivo estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.

Tal olimpíada destina-se a todos os estudantes de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico atuante em todo o território nacional, além de ser uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

A OBR possui duas modalidades: Prática e Teórica, que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional. As atividades acontecem através competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil.

Confira toda a premiação através da nossa galeria de fotos e os alunos medalhistas:



Fotos:

Foto: Maria Elisa Moraes/Site JC.

#EscolaSãoPaulo #Holambra #Holambrenses #OlimpíadaBrasileiradeAstronomia #OlimpíadaBrasileiradeRobótica #Medalhas #Conhecimento

0 visualização