• Da redação

Vamos falar sobre Cinomose?


A Cinomose é uma doença muito grave que acomete canídeos, causada por um vírus que atualmente tem importância mundial. Altamente contagiosa, acomete animais de todas as raças, em todos os estágios da vida porém, os filhotinhos e idosos não vacinados se tornam mais predispostos pois podem ter um comprometimento do sistema de defesa. O cães podem adquirir facilmente esse vírus de diversas fontes de infecção como secreções, urina, fezes e ambientes contaminados.

A gama de sinais clínicos é extensa e pode incluir sinais inespecíficos como febre, falta de apetite, desânimo, desidratação, emagrecimento; Existem sinais que podem aparecer nos olhos como conjuntivite, olho seco, entre outros; Sinais respiratórios como pneumonia, secreção nasal, tosse; Pode haver também vômitos e diarreia (com ou sem sangue); Sinais na pele do animal e finalmente os sinais neurológicos como convulsões, paralisia dos membros posteriores, incoordenação motora, entre outros também podem surgir, o que torna essa doença tão perigosa.


O tratamento se resume em garantir suporte ao animal com medicamentos como antibióticos, anti-inflamatórios, vitaminas, anticonvulsivantes, soro hiperimune e fluidoterapia. Existem ainda, outros tratamentos em estudo porém, ainda nada definitivo e específico para cura.

Tendo em vista a gravidade dessa doença, o prognóstico é de reservado a ruim (principalmente quando a doença atinge a fase neurológica). A Cinomose causa muito sofrimento ao animal, e dentre os que se salvam, muitos acabam por conviver com sequelas pelo resto da vida (os famosos “Tiques da Cinomose”).

A única forma de controle e prevenção dessa doença é a vacinação com a v10 ou v8 (aplicada por um médico veterinário) quando o animal é filhote (3 doses) e depois com reforços anuais (Conversaremos sobre vacinação nas próximas edições).

Por ser uma doença de fácil contágio, os animais acometidos devem ser tratados isoladamente e o ambiente deve ser cuidadosamente desinfectado. Não se esqueça: se um novo animal for introduzido em um ambiente onde já existiram outros que apresentaram essa doença, o mesmo sendo filhote ou adulto, deve estar com o programa de vacinação em dia.

Cuide bem do seu animalzinho de estimação, existem doenças perigosas que colocam em risco sua saúde. O Médico Veterinário estará sempre apto a te orientar!!

Foto: Divulgação/Internet.

#Cinomose #Cães #Animais #Vacinação #Prevenção #Tratamento #Cuidadoscomanimais #Contaminação #MedicinaVeterinária

0 visualização