• Da redação

Luzes a piscar: Bolo de Natal!


Diante de várias eminências, de um final de ano que parece ter chegado adiantado, não só pela antecipação, cada vez mais afoita do comércio cioso de aproveitar, todas as oportunidades de reverter um quadro de vendas estagnado; mas principalmente pela alta ansiedade estampada no semblante das pessoas, hoje definitivamente foi dada a largada oficial para as festividades, com o início do mês de dezembro.

Com reclamações gerais, de que o ano foi difícil e pesado para um grande número de pessoas, as expectativas depositadas para que o próximo ano traga um pouco de tranquilidade e estabilidade financeira são muitas, pois apesar de tantos desmandos, não podemos nunca deixar a esperança de lado, visto que este vislumbre, por menor que seja, nos dá força para seguir em frente, sem perder o ânimo e também a alegria de viver.

De todo modo e independentemente do tipo de apelo, um dos meses mais esperados do ano chegou, trazendo no rastro toda a sua magia e encanto, seja pelo brilho alegre e colorido de suas muitas luzes a piscar, seja pelo vermelho natural dos seus flamboyants em flor, ou pelas expressões em êxtase das crianças frente a tanta beleza e burburinho.

O espírito natalino está oficialmente no ar e seja você partidário, ou não, desta data máxima do calendário cristão, a sugestão é tirar proveito máximo do lado bom e positivo, que a celebração sugere e comemorar e entrar neste clima, que celebra o nascimento do profeta que pregou o “AMOR e a HUMILDADE”, como consagração espiritual plena, para gerar igualdade e harmonia, entre todos os homens.

Numa época conturbada como esta em que estamos vivendo, uma trégua é muito importante e nada melhor do que aproveitar este período festivo, para revitalizar os valores fraternos, tão fundamentais para nossa sobrevivência humana e que em função da correria insana em que se transformou as nossas vidas, acabam ficando um pouco esquecidos, mas fazem toda a diferença quando são resgatados.

Para entrar no clima com o leitor, a coluna inicia o mês, no clima das festas e publicará durante este período receitas relativas as datas festivas. Para dar início a nossa temporada natalina gastronômica, a receita desta semana vem em formato de bolo. Este vem impregnado com aromas de especiarias, que vão perfumar a casa dos leitores e deliciar a todos, com um sabor de lembranças de outros tempos.


Como os tempos modernos, são marcados pela pressa e pelo tempo escasso, a receita vem com o sabor requintado dos quitutes natalinos, mas com preparo muito rápido e fácil, adequando a tradição com a modernidade, para desta forma se tornar acessível a todos. O bolo é delicioso, perfumado, perfeito para ser consumido e também presenteado, ou até para ser levado, como uma opção de prato nas muitas confraternizações que teremos pela frente.

INGREDIENTES:

4 ovos

2 Xícaras de farinha

1/2 xícara de óleo

1 copo de iogurte natural, OU DESNATADO

1 xícara de açúcar mascavo

½ Xícara de mel

2 Colheres sopa de mel (derretido no micro-ondas, ou em banho maria)

1 xícara (chá) de nozes ou avelãs picadas

1 xícara (chá) de uvas passas sem semente (branca ou escura)

1 xícara (chá) de ameixa sem caroço, ou damasco picado

1 maçã, ou pera picada

1 Colher chá de canela em pó

1 Colher chá de gengibre em pó

1 colher (sopa) de fermento

1 colher (café) de bicarbonato de sódio

PREPARO:

Bata no liquidificador os ovos, o óleo, o iogurte, o mel e o açúcar mascavo.

Reserve!

Misture todos os ingredientes secos e as frutas. Incorpore bem a mistura batida no liquidificador com todos os outros ingredientes, mexendo delicadamente, até a massa ficar lisa.

#Natal #Bolo #Climadefesta #Quitutesnatalinos #Mesafarta #Festaemfamília

0 visualização