• Da redação

Natal também é a melhor época de vendas para os artesãos holambrenses


A artesã Ana Paula Assunção, de Holambra, já enviou seus produtos para vários estados brasileiros, entre eles Tocantins, Pará e Rondônia. Para ela, não há fronteiras para atender seus clientes e tudo depende, num primeiro momento, de um simples acesso à internet: ela é uma das artesãs cadastradas no Elo7, site de vendas que reúne mais de 90 mil vendedores (ativos) por todo o Brasil.


O número de concorrentes pode ser desanimador, mas quando o artesão é criativo e pratica preços justos, a tendência é aumentar as vendas, uma vez que passa a ser “conhecido” por um número maior de consumidores. E Ana Paula afirma: suas vendas cresceram 40%. Ela trabalha com produtos de decoração que seguem o estilo vintage (resgata décadas de 20 a 60), abriu a loja no Elo7 em 2011, mas começou a anunciar apenas em 2016. Sem loja física, atende todo o Brasil e recomenda: para abrir uma loja é necessário ter bastante criatividade e ter sensibilidade para perceber qual tipo de produto agrada mais o público alvo. “Tenho concorrentes e uso a criatividade para inovar sempre”, disse, ao frisar que a melhor época para vendas é, sem dúvida, o Natal.

Criatividade artesanal

Entre os mais de 90 mil artesãos (com vendas ativas) cadastrados no Elo7, 107 são das cidades de Holambra, Artur Nogueira, Jaguariúna e Santo Antônio de Posse.

Carlos Curioni, CEO do Elo7, apontou que o único requisito para se abrir uma loja no Elo7 é que o produto que o lojista queira vender tenha sido criado e desenvolvido por ele. Ou seja, é necessário que esse cunho autoral e criativo esteja presente nas peças.

Ele explicou que o lojista não paga para criar a loja, porém existe uma taxa de 12% (que já inclui as taxas de meios de pagamento) em cima dos produtos vendidos pelo marketplace. Ao citar as vantagens de vender e comprar pelo Elo7, Curioni destacou que o lojista estará presente na maior e principal plataforma de produtos criativos e autorais do país, além da plataforma oferecer benefícios como meios de pagamentos com todos os cartões de crédito, parcelamento e boleto e também uma solução logística para envio dos produtos para todo o Brasil.

Palestra

No mês passado, a Prefeitura de Holambra promoveu uma palestra que abordou, entre outros temas, a venda através do Elo7. A holambrense Edna Costa é artesã e sempre participa dos eventos voltados para o setor. Ela confecciona brinquedos artesanais, produtos para decoração de quarto de bebês e lembrancinhas de maternidade. Seu ateliê é em casa e, na maioria das vezes, o contato com o cliente é através do celular (WhatsApp). “O encontro me fez ver que existe um potencial de crescimento no artesanato. Teve depoimentos de artesãos bem sucedidos e percebi que faltam organização e conhecimento de administração no meu negócio. Ainda não tenho os meus produtos no Elo7 porque não me sinto segura em atender um público em nível nacional. Por isso acho muito importante me qualificar em cursos de gerenciamento, como esses que o Sebrae ministrará em Holambra”, avaliou.

Serviços:

Artesão: queremos divulgar o seu produto

O Jornal da Cidade, sempre parceiro dos artesãos, faz um convite para os holambrenses: mande um pequeno resumo do seu produto e o JC ajudará na divulgação, de forma gratuita, nas próximas edições (ou no nosso site). Podem ser desde artigos de decoração até culinária criativa. Entre em contato pelos e-mails: helga.jornalista@jcholambra.com.br ou contato@jcholambra.com.br.

Foto: Divulgação/Acervo Wix.


5 visualizações