• Da redação

Ministério da Saúde coloca três cidades da região em alerta para dengue


Levantamento aponta índices elevados de larvas do mosquito em Jaguariúna, Cosmópolis e Paulínia; Holambra tem situação ‘satisfatória’.

Três cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas) entraram em situação de alerta para dengue, zika e chikungunya, segundo dados do Ministério da Saúde. Jaguariúna, Cosmópolis e Paulínia apresentaram índices de 1,3% a 2,4%, números correspondentes as residências com larvas do mosquito em recipientes com água parada. Holambra foi classificada como satisfatória, já que aparece com 0%.


O “Mapa da Dengue” da pasta permite aos prefeitos e responsáveis pela saúde nos municípios identificarem os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de depósito onde as larvas foram encontradas.

Das 3.946 cidades que fizeram o levantamento do Ministério da Saúde, foram identificadas 2.450 com índices satisfatórios - com menos de 1% dos imóveis com possibilidade de desenvolver as doenças causadas pelo mosquito. Holambra se destaca nesse grupo.

Nesta sexta-feira (08) acontecerá o dia D de mobilização contra o mosquito. A ação vai se estender até janeiro reunindo os governos Federal, Estadual e Municipal para incentivar limpeza nos municípios em casas e até estabelecimentos privados e órgãos públicos.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, até 11 de novembro de 2017 caíram os casos de dengue, zika e chikungunya. Nas três cidades em alerta na região de Campinas, Paulínia contabilizou 20 registros de dengue, enquanto Jaguariúna teve seis vítimas e Cosmópolis uma.

Foto: Divulgação/Internet.


8 visualizações