• Da redação

Faagroh faz simpósio aberto e oficializa curso de agronomia


Curso de agronomia deve ser voltado à cultura intensiva; palestras focam o agronegócio


Curso de agronomia será lançado na quinta-feira. Crédito: Divulgação

A Faculdade de Agronegócios de Holambra (Faagroh) promove, a partir desta segunda-feira (11/12), o 1º Simpósio Nacional de Agronegócios em Culturas Intensivas. O evento até sexta-feira, dia 15, será das 19h30 às 22h, com entrada gratuita a todos os interessados. No sábado, dia 16, encerramento, o Simpósio será no período da manhã, com curso de arte floral (única atividade paga).

Na segunda-feira estão previstas duas palestras: João Brunelli, da CATI, falará sobre o acesso do agricultor familiar ao mercado e, em seguida, Henrique Augusto Lopes, da Agristar, abordará o mercado de sementes de hortaliças dentro do agronegócio.

Na terça-feira, Joop Stoltenborg, da A Boa Terra, focará as tendências para a produção mais sustentável em culturas intensivas e, na sequência, tem palestra com Luís Eduardo Vitalli sobre fermentação e compostagem para sustentabilidade do agronegócio e com Lilian Silveira Pereira sobre o manejo de pragas com a introdução do controle biológico.

A organização social e o desenvolvimento do agronegócio sustentável será o tema da palestra de Carlos Pereira, do Sindicato Rural, na quarta-feira. Para fechar o dia, José Luiz Fontes, da secretaria de Agricultura e Abastecimento, vai abordar a mitigação da emissão de gases de efeito estufa e as adaptações às mudanças climáticas.

Na quinta-feira tem coquetel de lançamento do curso de agronomia e são aguardadas autoridades de Holambra e do estado, entre elas do secretário de Agricultura, Arnaldo Jardim.

Sexta-feira, Jos Schoenmaker fecha o ciclo de palestra com o tema Liderança no mundo do agronegócio. E, no sábado, das 8h às 12h30, Stans Scheltinga ministrará um curso de Arte Floral, com tema natalino (inscrição prévia, custo de R$ 100, incluso kit para arranjos florais).

Para todos

O diretor da Faagroh, Geraldo Eysink, frisou que o simpósio é voltado a todos os interessados, estudantes e produtores. Destacou que estão formando “futuros empresários e assim será a linha do simpósio” e frisou que o diferencial dos cursos que a Faagroh abrirá em Holambra será a identidade com a cidade. Ao citar que o primeiro simpósio acontece quatro meses e meio após a Faagroh iniciar o primeiro curso, Eysink pontuou que é uma prova que a faculdade está aberta a parcerias com o mundo científico, para fomentar a pesquisa. “O simpósio é um sinal forte de que viemos para ser um centro nacional de agronegócios voltado à cultura intensiva, com muita tecnologia, cooperação e liderança”, resumiu, ao citar temas que serão abordados nas palestras.

Eysink reforçou que o evento é aberto e, simbolicamente, destacou que o objetivo é, através dos cursos e das palestras, mostrar, principalmente para o pequeno agricultor, que é possível “se dar bem, sobreviver e ganhar dinheiro” desde que domine a base técnica. Por isto, completou, é preciso ter conhecimento técnico, ter a tecnologia a seu favor e não se esquecer da importância do cooperativismo.

Curso de agronomia

Sobre o curso de agronomia, Eysink adiantou que a intenção é oferecer um curso que se identifique com Holambra e, por isto, o foco deve ser a cultura intensiva (sem grandes extensões rurais de plantio), mas voltado ao plantio de plantas e flores e à piscicultura. Completou que a Unifaj está “feliz em abrir uma unidade aqui” e com a possibilidade de oferecer cursos de agronegócio e agronomia com identidades próprias para atrair aqueles que buscam uma formação direcionada.

#FAAGROH #agronomia #educação #holambra

4 visualizações