• Da redação

IPTU vai sofrer aumento de 2,7%


O valor do IPTU em Holambra vai sofrer reajuste de 2,7% em 2018. Para justificar o aumento, a Prefeitura informa que o valor cobrado é equivalente à inflação dos últimos 12 meses, pegando como base o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). A expectativa é que a arrecadação, em 2018, seja de R$ 5,5 milhões.


Serão cinco mil carnês entregues a partir do início de fevereiro, sendo que a primeira parcela e o pagamento à vista terão vencimento apenas em 10 de março. A distribuição será feita por servidores públicos e pelos correios até o final deste mês.

Quem preferir, poderá acessar os boletos de cobrança pela internet a partir do dia 31 de janeiro no site http://www.holambra.sp.gov.br. De acordo com o diretor municipal de Finanças, Ivan Pinheiro, quem optar pelo pagamento à vista terá o benefício de 10% de desconto, assegurado por Lei Municipal. Se preferir, o contribuinte pode parcelar o tributo em até 10 vezes, com a última mensalidade prevista para o dia 10 de dezembro deste ano. Quem dividir o pagamento do tributo não contará com o desconto sobre o valor do carnê. Os bancos credenciados para pagamento do IPTU e de outros tributos municipais, até a data de vencimento, são a Caixa Econômica Federal (CEF), as Casas Lotéricas, o Banco Itaú (somente pelo internet banking ou no autoatendimento de caixas eletrônicos nas agências) e a Cooperativa Sicredi. Após o vencimento, o carnê deve ser pago apenas na agência CEF com 2% de multa e 1% de juros ao mês. O percentual de inadimplentes em Holambra é de 6%. Demais cidades Em Campinas, o aumento do imposto chegou até a 30% em imóveis que ficam nas regiões mais nobres da cidade. São cerca de 264,4 mil residências que se enquadram nessa cobrança mais elevada. O lado bom é que os contribuintes podem ter desconto de até 8% se pagarem o imposto em cota única, embora o vencimento seja no fim de janeiro. A situação é diferente em Jaguariúna. Curiosamente, o município sofreu reajuste idêntico a de Holambra, de 2,7%. O vencimento da primeira parcela e da cota única (pagamento à vista do total do carnê, com direto a desconto de 2%) será no dia 20 de fevereiro. A entrega, de um total de 23.540 impostos, começa em 20 de janeiro. Em Santo Antônio de Posse, o aumento será de 4% com a justificativa de correção inflacionária. Lá, a primeira parcela também ficou para 10 de março e o pagamento à vista dá desconto de 5%. Serão emitidos um total de 8.500 carnês, que vão gerar R$ 5 milhões ao município. O percentual de inadimplência em Posse é de 31,35%. Taxa do lixo é integrada ao imposto A Prefeitura de Holambra informou que a taxa do lixo será integrada aos carnês do IPTU. Na zona urbana, os moradores vão pagar entre R$ 182,05 e R$ 235,03. Já na área rural, não há IPTU, porém a coleta do lixo sai por R$ 285,66. Segundo a administração, a variação se dá por conta do maior deslocamento e da quantidade de moradias atendidas. “O cálculo da taxa do lixo é feito a partir dos custos dos serviços de coleta registrados no exercício anterior, da rota percorrida pelos coletores e da quantidade de moradias e de vezes que determinada região é atendida por semana”, explicou a Prefeitura. Assim como o IPTU, o valor da coleta do lixo pode ser pago em até 10 vezes.

#iptu #tributos #impostos

2 visualizações