• Da redação

Mudança no sabor: manjar de tapioca com calda de ameixa!


A semana que findou soou engraçada e um tanto estranha, com um travo de ressaca de mais um carnaval que passou...

A quarta-feira de Cinzas, fazendo jus ao nome que a define, amanheceu fresca e nublada, com o céu marcado pelo tom cinzento como que para dar um alento aos foliões convictos, que aproveitaram os dias de festa e alegria como se não houvesse amanhã e a vida fosse uma eterna brincadeira, calcada na fantasia e no colorido exuberante das plumas, confetes, serpentinas e paetês.

O final do carnaval, a festa pagã e profana, marca o início da quaresma cristã e neste período de 40 dias que antecede a Páscoa, que marca para os cristãos a ressurreição de Jesus, troca-se o foco: no lugar da folia e da exuberância carnavalesca entram a retidão, a oração e a abstinência da carne, no sentido amplo e abrangente de como isto possa e deva ser interpretado.

Cada um leva a vida do jeito que lhe convém e dentro de sua crença, mas como vivemos em sociedade, devemos respeitar certos preceitos básicos e lembrar sempre que com respeito e fraternidade se vive melhor e evoluímos como seres humanos.

Para dar início a este novo ciclo, a coluna publica uma receita doce para entrar em ritmo de Páscoa, com a leveza de uma sobremesa clássica, porém em nova roupagem, onde sai o amido de milho e entra a granulosidade crocante da tapioca, salientando a troca de ciclos, com a manutenção da tradição.A farinha de tapioca (aquela mais grossa e granulosa) é muito versátil e rende que é uma beleza; embebida no leite, ela cresce em até três vezes de volume!

O manjar é uma das sobremesas mais clássicas e antigas, mas é uma coisa que a gente gosta desde sempre! Este doce era venerado até na antiguidade, com a alcunha de “manjar dos deuses”!Existem muitas receitas deste clássico e com muitas montagens distintas, ousadas e saborosas. Mas hoje vamos nos reter na mais clássica de todas, que é o manjar de coco com ameixa e dar um toque de brasilidade no seu preparo, com o acréscimo de um ícone nordestino que ganhou fãs por todo lugar: a tapioca!

INGREDIENTES:

1 xícara de farinha de tapioca

3 xícaras de leite

½ garrafa ou caixa de leite de coco1

½ xícara de açúcar

PREPARO:

Coloque a xícara com a farinha de tapioca em um recipiente e cubra com duas das xícaras de leite e deixe descansando por 1 hora.Passado este tempo, o preparado vai se transformar numa massa consistente e um tanto elástica. Retire então duas colheres de sopa bem cheias desta goma e reserve.Bata então no liquidificador: o restante da massa de tapioca, 1/2 garrafa de leite de coco a xícara restante de leite e o açúcar, até ficar tudo bem misturado. Na sequência, leve ao fogo e, quando levantar fervura, abaixe o fogo e adicione as duas colheres da massa de tapioca reservadas e misture bem para que ela se dissolva no creme, porém mantenha os grânulos macios, mas intactos. Desligue então o fogo, unte a forma de sua preferência com um pouco de óleo e distribua o manjar. Estes grânulos que darão crocância ao manjar são poeticamente chamados de “pérolas de tapioca”! Leve para refrigerar!


INGREDIENTES DA CALDA DE AMEIXA:

1 xícara de ameixa sem caroço½ xícara chá de açúcar

2 colheres sopa de água

PREPARO:

Numa panela de fundo amplo coloque o açúcar e as 2 colheres de sopa de água; leve ao fogo, e quando estiver derretido e quase começando a caramelizar, junte as ameixas sem os caroços, que podem também ser picadas, fica a critério. Na sequência, complete com um pouco mais de água, coisa de 1/2 xícara ou um pouco mais, abaixe o fogo e deixa virar uma calda linda e brilhante para cobrir o manjar.

RENDIMENTO:

6 porções!

ACOMPANHAMENTO:

Chá, café, sucos e vinho do Porto!

DICA:

Usei a calda de ameixa por ser a mais tradicional no acompanhamento do manjar, mas o uso da tapioca expande o universo do sabor e frutas tropicais: manga e abacaxi, por exemplo, ficam muito bem como calda para compor esta deliciosa sobremesa. Nestes casos não é necessário usar tanto açúcar, apenas uma colher de sopa e dois minutos de cozimento são suficientes para manter o frescor da fruta e a conservação da calda.

NOTA:

Um dos principais motivos pelos quais a tapioca ganhou popularidade recentemente é por ser um alimento livre de glúten e servir como espessante, para melhorar a consistência de alimentos, em receitas onde originalmente se usaria a farinha de trigo. Outros benefícios da tapioca incluem sua capacidade em ajudar no ganho de peso saudável, aumentar a circulação e a produção de células vermelhas do sangue, melhorar a digestão, reduzir o colesterol, melhorar as atividades metabólicas, proteger a densidade óssea e manter o equilíbrio de líquidos no interior do corpo. Os índios Tupi-Guarani já usavam a fécula de mandioca como alimentos antes da colonização pelos portugueses e foram eles os responsáveis ​​por popularizar o seu consumo.

#ColunaSimpleseSofisticado

302 visualizações