• Da redação

Confira as tendências outono inverno 2018



O outono chegou. E logo mais, a temperatura dos termômetros vai cair e o inverno dará as caras, trazendo com ele o friozinho típico da estação. E você, já está preparado (a) para se vestir à altura, para se aquecer, sem deixar a elegância de fora? O JC Holambra conversou com a especialista em moda Juramir Buono, que deu dicas incríveis de como se vestir bem na época mais seca e fria do ano. Confira.

Para a especialista, no Brasil, as pessoas são muito ligadas em moda. E a moda nessa época é marcada pelo romantismo, descanso e conforto. Segundo ela, Holambra vive bem essa realidade. É uma cidade de salto baixo, no máximo médio. "Salto alto não é sinônimo de elegância, a moda é conforto e o inverno pede descanso. E Holambra gosta mais do que é natural e de qualidade", acredita.

Sapatos

Além dos sapatos fechados e botas, que já fazem parte da época, os mules voltaram. E os tênis aparecem de forma bem marcante. Sim, os tênis agora combinam com quase todos os looks, não só os casuais, eles passam a dominar o cenário chique também. "Você pode escolher a sua roupa mais chique e usar com um tênis, que estará bem vestida (o) para quase todas as ocasiões", indica.

As botas de cano longo, até o joelho e montaria aparecem menos, já as botas de cano baixo se destacam mais. Botas com solado tratorado e bico fino estão em alta. "Eu diria que a montaria é 30% enquanto a de cano baixo 70%", conta Juramir, que destaca o uso de scarpin com meia, que deixa o estilo irreverente.

Cores

Preto, azul marinho, verde militar, cinza, muita variedade do rosa, vermelho, uma pitada de mostarda, caramelo, laranja e branco definem a tendência. Aliás, o branco aparece muito, tanto na roupa, como no tênis e até na bota. "Por incrível que pareça, a moda é não combinar cores. A pessoa pode optar em fazer degradê de tons sim, mas, pode também ousar mais na mistura de cores".

Um exemplo é o rosa, que fica lindo com azul, bordô e verde. O rosa é da família do vermelho e o vermelho, combina com quase tudo.

Usar cores da pele, suaviza os olhos e fica chique, além de "emagrecer". Para Juramir, a bolsa não precisa combinar com a cor da roupa ou sapato. E uma mochila mais sofisticada também pode ser usada em qualquer lugar, com várias opções de looks.

Segundo Juramir, casacos peludos, estilo blazer, tipo anos 50, nunca saem de moda. O Inverno também é marcado por moletom, tricô, coletes de qualquer modelo e tecido, mangas longas estilo vintage, uma sacada de pérola, de chanel, pedraria, gola olímpica, ombro a ombro, cropped, casaco a la Bruna Marquesini, saia midi, vestido longo, calça jeans, de cós alto, rasgada ou tradicional e a calça flare. "A calça flare equilibra o corpo da mulher e alonga."


Ao contrário dos que muitas pessoas pensam, o vestido longo pode ser usado por toda mulher. "O longo não é só para mulher alta, isso é uma lenda. Qualquer mulher pode usar, mesmo as de baixa estatura. E com bota, por que não?", brinca. Segundo Juramir, o importante é a qualidade da roupa, por isso no inverno as roupas costumam ser mais caras, porque tem durabilidade maior. "A versatilidade se faz presente. A quantidade não é vantagem, as pessoas só precisam saber combinar as peças", ensina.

Fotos: Dálete Minichiello


0 visualização