• Da redação

Clássico que aquece: sopa de cebola!



A chegada do outono - que se caracteriza pelas manhãs e noites mais frescas, sem falar da luminosidade ímpar, com dias de uma beleza estonteante - nos deixa mais introspectivos e, de quebra, aumenta bastante o apetite, nos levando facilmente a devaneios gastronômicos.

Nestas noites frescas de céu limpo e estrelado, nada como uma sopinha quente e saborosa para fechar com chave de ouro a rotina do dia de trabalho, no aconchego da família reunida, no carinho do lar, com todos sentados à mesa em frente a um prato cheiroso e fumegante.

Para trazer este sabor de calor e carinho à mesa dos leitores, a coluna faz uma viagem de memória, da maneira mais econômica possível, pois não é necessário sair de casa, a um dos pratos mais tradicionais e apreciados pela cultura francesa, desde o século XVIII: a sopa de cebola!

Apesar deste prato aromático e saboroso estar para os franceses como o arroz e feijão está para os brasileiros, sendo muito comum no dia a dia, sua descoberta culinária remonta a Roma antiga, pois a sopa de cebola já era consumida e prestigiada na antiguidade.

Não resta nem dúvida de que o fato deste prato simples ter caído no gosto dos franceses, com sua culinária rebuscada e requintada, aumentou potencialmente a riqueza do seu sabor e aprimoramento, pois esse povo do hemisfério Norte dá muita importância para a arte culinária e serve como referência mundial nesta cultura, tendo criado pratos emblemáticos, apreciados em grande parte deste vasto mundo, caso da receita de hoje.

Segundo a cultura francesa, a sopa de cebola fica ainda mais saborosa se atentarmos a pequenos detalhes, que numa primeira passada de olhos soam simples e despretensiosos, mas que no contexto final irão fazer toda a diferença.

Segundo os experts, é fundamental escolher as cebolas mais pesadas e compactas, que tenham as cascas bem secas e com os bulbos ainda firmes, fica a sugestão!

INGREDIENTES:

2 litros de caldo de carne (de preferência o caseiro)

6 cebolas grandes cortadas em fatias finas

3 colheres (sopa) de manteiga 2 colheres (sopa) de azeite

2 colheres (sopa) rasa de farinha de trigo

200 ml de vinho branco seco

2 colheres de sopa de molho inglês

1 folha de louro

1 xícara de queijo gruyere ralado

6 fatias de pão italiano, ou 3 pães franceses cortados ao meio no sentido do comprimento

Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

PREPARO

Em uma panela de fundo amplo, coloque a manteiga, o azeite, as cebolas fatiadas, a folha de louro e uma colher chá de sal. Cozinhe em fogo baixo o tempo inteiro, em torno de 15 minutos, até as cebolas ficarem bem douradas. Adicione então a farinha de trigo, misture bem e cozinhe por 2 minutos. Junte o vinho branco, misturando bem, para dissolver totalmente a farinha. Adicione então o caldo de carne, as duas colheres sopa de molho inglês, misture e deixe cozinhando, sempre em fogo baixo por 20 minutos, ou até perceber que a sopa está levemente encorpada.

Corrija o tempero, adicionando pimenta do reino moída na hora e mais sal se necessário. Coloque uma fatia de pão em um prato fundo, cubra com a sopa bem quente, espalhe por cima o queijo gruyere ralado e se delicie!

RENDIMENTO: 6 porções!

ACOMPANHAMENTO: Pães, torradas, manteiga, queijos, embutidos...Para beber: vinho tinto! DICA: O queijo tradicional utilizado nesta receita é o gruyere, pois na França ele está presente em quase todo o território nacional, mas por aqui ele pode ser substituído por algum queijo nacional ou por aquele que estiver ressequido e esquecido na geladeira e desta maneira terá um uso perfeito. Se tiver relutância ao glúten, substitua a farinha por amido, ou qualquer outro espessante. Se for vegetariano, prepare a sopa com caldo de legumes.

NOTA: Esta sopa tradicional francesa comporta duas versões de preparo: a da forma tradicional e costumeira de ser servida e a gratinada. Neste segundo caso, monta-se num prato que possa ir ao forno, para que a sopa seja gratinada, neste caso: coloca-se primeiro a sopa, cobre-se com a fatia de pão e o queijo, que derrete e doura. Fica divino!

#ColunaSimpleseSofisticado

4 visualizações