• Da redação

Escola de idiomas realiza 2ª edição do mercado das pulgas no dia 19



Em sua segunda edição, o Active Flea Market – mercado das pulgas – será realizado no dia 19 de maio, das 10h às 14h, na Escola de Idiomas Active Holambra. O evento é aberto a toda comunidade. Além da venda de objetos, o evento contará com praça de alimentação e música ao vivo.

Com negociação de compra e venda toda em inglês, para o desenvolvedor de projetos e professor Jaime Mendes Junior, a maior dificuldade dos alunos é a comunicação com os clientes (compradores), que segundo ele, não é nada simples. Isso porque muitos compradores não falam inglês. Pensando nisso, a escola de idiomas contará com presença de um intérprete bilíngue em cada estande.

Segundo o organizador, além da interação e aprendizado divertido entre os alunos, o evento propicia principalmente a experiência prática baseada na criação de um pequeno negócio.

Para ele, o Flea Market produz dois aspectos relevantes: a consolidação do aprendizado de conteúdos e o desenvolvimento do espírito empreendedor. “Este último tem sido considerado tão importante como o aprendizado da língua inglesa. Além disso, a ideia de trabalhar através de uma prática baseada na reutilização e diminuição do desperdício agrega valores indispensáveis à formação humana de nossos alunos”, acredita.

164 alunos estão envolvidos no projeto, divididos em 18 grupos, compostos por integrantes de diferentes idades, que variam de 4 a 60 anos e também diferentes níveis de domínio da língua inglesa.

Entre os produtos que serão vendidos estarão: brinquedos, roupas, sapatos, utensílios de cozinha, artigos de decoração, livros, discos, antiguidades, entre muitos outros. O valor de cada produto é definido pelo próprio aluno, junto de seus pais.

Na primeira edição, que foi realizada no ano passado, o Flea Market teve a participação de 70 alunos e o público em geral somou 200 pessoas. Para este ano, a expectativa é obter 50% de público a mais em relação ao ano passado.

O total arrecadado em 2017 foi de R$ 2696,50, sendo que 10% foram doados para a APB (Associação Príncipe Bernardo).

Segundo Jaime, a APB e a escola tem objetivos e prioridades em comum: “o foco na educação como elemento de formação e transformação do ser humano, potencializando e desenvolvendo habilidades direcionadas para a construção de um mundo melhor”.


3 visualizações