• Da redação

Exposição cultural fotográfica: além das Flores



A exposição cultural fotográfica além das flores, como o próprio nome diz, entre as belas paisagens de Holambra, retrata também os detalhes cotidianos obscuros, que, muitas vezes, passam despercebidos e sem muita importância para os olhos comuns. Entretanto, um olhar sensível e diferenciado é capaz de registrar, "dar vida" e até mesmo eternizar paisagens, pessoas e detalhes "escondidos".

Com realização nos dias 8, 9 e 10 de junho, no Galpão do Clube Fazenda Ribeirão, a exposição fotográfica tem a coordenação e captação de imagens do fotógrafo Jhone. O evento é gratuito, mas quem quiser pode colaborar com 1 kg de alimento não perecível, que será doado à uma instituição de caridade, que ainda será definida e divulgada pela organização.

Cerca de 60 fotografias vão compor a exposição, além da venda de camisetas e canecas, com fotos que as pessoas vão escolher na hora e de forma personalizada. O evento também contará com alimentação no local, pelo Dr. Food Truck.

O fotógrafo destaca a paisagem natural de Holambra, como o nascer e pôr do sol, vistos de forma privilegiada da prainha e do moinho, por exemplo. “Gosto muito da natureza e coisas simples, que passam despercebidas no dia a dia, como uma folha caída, em que dou o meu olhar mais sensível”, define.

Além de folhas, água, trigo e feno também estão presentes nos detalhes de Jhone. Detalhes estes, que são valorizados nas lentes do fotógrafo. Dentre tantas paisagens belas que fotografou, a mais marcante para ele foi a da lua "naquele momento, ventava muito e a lua parecia um coração, com as nuvens em baixo que pareciam uma mão". Mas, esta foto tão especial para ele, só será divulgada em sua exposição.


O fotógrafo

Formado em Gestão administrativa, Jhonatas, que está com 30 anos, descobriu a sua paixão pela fotografia ainda na adolescência, quando pegava a câmera fotográfica da sua irmã escondida para registrar as festas e igreja que frequentavam. E para ele, foi devido a esse olhar curioso e cheio de imaginação que conseguiu ganhar o concurso anual da Prefeitura Municipal de Holambra, em 2015, confirmando o seu talento na fotografia.

“Eu estou muito feliz, porque já venho há dois anos tentando e, finalmente agora, graças a Deus, deu certo. É a primeira exposição que estou fazendo, retratando a minha casa, que é Holambra”, diz o fotógrafo.

Quanto à expectativa de público, Jhone prefere não ter, pois, acredita que o evento tem sido bem divulgado na cidade e em toda a região, chegando até São Paulo. E para ele, neste primeiro momento, o mais importante é a presença da família e amigos, que o acompanham desde o início de sua jornada fotográfica.

Para Jhone, que acompanhou o crescimento da cidade, Holambra é o seu lugar preferido, mas, promete que no futuro, a sua próxima exposição será também de outros lugares, retratando as suas viagens e aventuras culturais pelo Brasil e pelo mundo, que pretende realizar. “Eu amo esta cidade. Não penso em me mudar daqui”, finaliza.


13 visualizações