• Da redação

Operação Corta Fogo: Renovias reforça combate a incêndio nas rodovias



De junho a setembro, período do ano que concentra a maioria dos casos de queimadas às margens das rodovias, a Renovias reforça o combate e prevenção dos focos de incêndio, bem como promove campanhas de alerta e conscientização dos motoristas para os riscos provocados por essas ocorrências. A iniciativa ocorre em parceria com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que coordena junto as concessionárias as ações ligadas à Operação Corta Fogo, conjunto de atividades e iniciativas que visa combater os casos de queimadas em todo o Estado. O programa de prevenção tem coordenação da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e envolve diversos órgãos estaduais, como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, entre outros.

O tempo seco dos meses de inverno facilita a propagação dos incêndios, e os trechos rodoviários são sensíveis a essas características climáticas devido à vegetação que margeia as estradas. Nas rodovias, além do problema ambiental, o alastramento do fogo representa risco à segurança para os motoristas, já que a fumaça reduz a visibilidade.

Nessa época do ano, a Renovias intensifica as ações operacionais para prevenir e combater as queimadas. Os funcionários que trabalham na inspeção de tráfego – que circulam em viaturas pelo trecho concedido para atendimento aos usuários – levam nos veículos abafadores para iniciar o combate a pequenos focos de incêndios.

Além disso, caminhões de combate a princípio de incêndio ficam de prontidão para realizar o combate ao fogo no tempo mais breve possível. Também há grande interação com o Corpo de Bombeiros da região.

São realizadas ainda ações de comunicação da Operação Corta Fogo, com a inserção de mensagens educativas e de alerta inseridas nos painéis de mensagens existentes da rodovia SP-340. O principal alerta dado ao motorista é que ele comunique a concessionária, através do serviço 0800 0559696, sobre focos de incêndio observados ao longo da viagem.

Dicas de segurança

Uma das principais causas de queimadas nas rodovias é o lançamento de pontas de cigarros pelas janelas dos veículos. Essa “bituca” acesa serve de ignição para o incêndio na vegetação seca. Outros fatores são a utilização de fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras, queimadas para fins agrícolas não autorizadas e a queda de balões. Nas faixas de domínio das rodovias, boa parte dos focos é provocada pela própria população vizinha à estrada ou transeuntes, principalmente nas áreas mais próximas aos aglomerados urbanos. Por isso toda a vigilância é necessária.

As queimadas comprometem a segurança do motorista, já que a fumaça reduz a visibilidade, o que pode levar a acidentes, principalmente colisões traseiras. No caso do motorista se deparar com alguma queimada na rodovia, além de avisar os órgãos competentes, ele pode tomar algumas precauções para prevenir acidentes:

- fechar os vidros do veículo;

- manter distância segura do veículo da frente;

- trafegar com farol baixo aceso;

- não ligar o pisca alerta com o veículo em movimento;

- não parar na faixa de rolamento.

O Sistema de Ajuda ao Usuário (SAU) da Renovias está à disposição 24 horas por dia. Para acioná-lo, basta ligar 0800 0559696 ou usar um dos fones de emergência. Condições antecipadas do tráfego podem ser obtidas pelo site www.renovias.com.br.

A malha viária da Renovias liga Campinas, Circuito das Águas e sul de Minas: SP-340 (Campinas/Mococa), SP-342 (Mogi Guaçu/Águas da Prata), SP-344 (Aguaí/Vargem Grande do Sul), SP-350 (Casa Branca/São José do Rio Pardo) e SP-215 (Vargem Grande do Sul/Casa Branca), com extensão de 345,6 km. A concessionária administra as rodovias através do Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo e Artesp.

Fonte: AIR


5 visualizações