• Da redação

Hortitec: semana é destinada à montagem dos estandes



Antes da abertura para o público, o pavilhão que sedia a Hortitec passa por uma transformação. E se a montagem dos estandes foi iniciada no final da semana passada, a programação da feira começou bem antes. Renato Opitz, da RBB Eventos, reforçou que organizar a feira exige um ano inteiro de planejamento e envolve desde orçamentos até mudanças na divulgação, criação e serviços, como telefonia e internet. Os convites, por exemplo, passaram a ser enviados eletronicamente, otimizando o tempo e reduzindo os gastos dos expositores. “Buscamos sempre oferecer as melhores condições para expositor e visitante”, completou.

A 25ª Hortitec acontece de 20 a 22 de junho e a semana que antecede sua abertura é de muito trabalho para as empresas que estão responsáveis pela montagem dos cerca de 480 estantes. Funcionário de uma empresa do Paraná, Wilson Rondo Júnior classificou a Hortitec como uma vitrine para conquistarem novos clientes. Desde que passou a ser responsável pela montagem dos estandes em Holambra, há três anos, informou que a procura foi crescente: saltou de 16 em 2016 para 24 em 2018.

“Cada empresa que contrata nossos serviços tem um projeto e os tamanhos também variam de 15 a 100 m2”, resumiu, ao ressaltar que ficam responsáveis não apenas pela montagem, mas, também, pelos móveis, ar condicionado, geladeira, iluminação. Júnior informou que, ao todo, 37 funcionários vão trabalhar na Hortitec. Alguns chegaram antes, outros ficarão apenas durante o período da feira para fazer a manutenção dos estandes. Parte da equipe está em uma casa alugada em Holambra e outra parte está hospedada em um hotel da região.

Mas a alimentação é em Holambra, movimentando o comércio da cidade. “E quando temos tempo, aproveitamos para passear pela cidade”.Para quem vai visitar a feira, a área externa é destinada aos expositores de estufas, maquinários e equipamentos. Na área interna, os expositores atuam nas áreas de genética (sementes, mudas e bulbos) e insumos (vasos, embalagens, substrato, adubo, defensivo).

Comércio local

Opitz frisou que a Hortitec “passa uma imagem positiva de Holambra”, cristalizando a cidade como um polo de tecnologia na área de agronegócios. “A feira também movimenta a rede hoteleira e os restaurantes e, muitas vezes, os visitantes e expositores voltam para conhecer a cidade”, avaliou, ao completar que, às vezes, empresas expositoras abrem filiais em Holambra, contribuindo para a geração de emprego.

Leia mais sobre a Hortitec na edição impressa desta sexta-feira.


3 visualizações