• Da redação

Hortitec apresenta novidades para o produtor



Reconhecida pela produção de flores e plantas ornamentais, Holambra também se destaca por sediar importantes feiras ligadas ao agronegócio, sendo a principal delas a Hortitec, aberta ao público hoje pela manhã.

A 25ª edição da feira segue até sexta-feira. São cerca de 400 expositores que apostam, por exemplo, em novos tipos de sementes para legumes e hortaliças, equipamentos modernos e mais precisos e defensivos menos agressivos. São esperados, até sexta-feira, cerca de 30 mil visitantes.

Este é o terceiro ano que a empresa de Naomi Tamada participa da Hortitec. E veio com uma nova proposta: ouvir o cliente. “A profissionalização é uma exigência contínua neste setor. Todos precisam fazer a gestão do seu negócio, apropriar-se do seu lugar na cadeia produtiva e conhecer seus clientes para entender suas necessidades”, resumiu.

Entre os expositores, a Embrapa apostou nas plantas alimentícias não convencionais (PANCs): azedinhas, fisális, muricatos, ora-pro-nóbis, peixinhos, capuchinhas e vinagreiras. Além do sabor e do valor nutricional, as hortaliças não convencionais são espécies rústicas e bem adaptadas que exigem poucos insumos e, por isso, podem ser boas opções de cultivo especialmente para agricultores familiares.

Os estandes de legumes disputam a atenção dos visitantes. Uma empresa de sementes de Holambra apresentou quatro novas variedades de minis tomates, nas cores vermelha e laranja, que serão comercializados sortidos, em pequenas embalagens. Outra empresa apostou em tomates mais ‘carnudos’ e resistentes a longas distâncias e em uma versão que rende até 20 fatias.

Congresso

Durante a Hortitec, a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, promoverá o VII Fórum Internacional de Plasticultura e Tecnologia Agrícola. Começou segunda-feira, no Centro de Cultura e Eventos, ao lado do moinho, e segue até esta sexta-feira.

Pesquisadores ligados à APTA ministrarão palestras diversificadas e a agência também trouxe um equipamento inédito que permite a produção de plantas aromáticas e medicinais dentro de casa e tecnologia de controle biológico para controle do ácaro-rajado em rosas, orquídeas, crisântemos e gérberas.

O organizador do evento, Antônio Bliska Júnior, explicou que o público alvo são empresários rurais (agricultores), técnicos, profissionais da indústria do setor, além de alunos de ciências agrárias como engenharia agronômica, engenharia agrícola, tecnólogos em agronegócio e até alunos de colégios agrícolas.

Amanhã, dia 21 de junho, às 9h, o pesquisador do Instituto de Zootecnia (IZ-APTA), Fernando André Salles, fará uma apresentação sobre aquaponia, em que abordará os conceitos fundamentais da produção integrada de peixes e vegetais, como a qualidade da água, filtragem física e biológica, escolha das espécies de peixes e vegetais adequados ao sistema, manejo nutricional e dimensionamento de sistemas, entre outros.


11 visualizações