• Da redação

Com investimento de R$ 90 milhões, Boulevard Business ficará pronto em 2020



Empreendimento vai reunir hotel e apartamentos para moradia em terreno de 30 mil metros quadrados

O mercado de turismo e negócios de Holambra está em ebulição. Em dois anos, a cidade vai ganhar empreendimento que reunirá hotel com 100 suítes e flats, apartamentos para moradia - outra novidade em se tratando de Holambra. Com gestão do Grupo Transamérica, referência no setor, o Boulevard Business Hotel, Convention Center & Housing Flats tem o início das obras previsto para setembro. O investimento será de R$ 90 milhões.

No pré-lançamento, em showroom realizado na noite desta quinta-feira (26), moradores do município e da região conheceram o projeto. A construção alavancará a economia da cidade com a expectativa de, pelo menos, 350 novas vagas de emprego. Estudos ainda apontam que, de cada um real pago na diária, três vão entrar nos comércios de Holambra.

Durante o estudo de mercado, os idealizadores do empreendimento funcional constataram carências por vagas em hotéis e até para a realização de eventos, a ser suprida pelo centro de convenções com capacidade para 250 pessoas. O hotel também conversa com a mobilidade urbana, já que estará preparado para receber ônibus próximo a importantes rodovias e aeroportos.


Em conceito inovador apontado por José Carlos de Oliveira, diretor da Boulevard Business e vice-presidente da Fiesp, os moradores do flat terão o direito de usufruir de toda a área de lazer do hotel - que ficará em terreno de 30 mil metros quadrados localizado na estrada municipal HBR 167, no ponto mais alto da cidade.

"Era uma área rural e conseguimos a alteração para urbana com a ajuda do poder público. Fomos incentivados a trazer um residencial porque aqui tem comunidade de pessoas aposentadas e setor da terceira idade. Em viagem por Amsterdã, me passaram informação que os holandeses vinham para cá depois da aposentadoria”, explicou Oliveira, acrescentando que o Boulevard será o único com 90 centímetros de largura na porta de entrada, seja do hotel ou do flat (com 60 apartamentos, sendo que o menor tem 43 metros quadrados).

“Esse hotel será voltado para necessidades da região. Aqui tem muitas feiras de negócios, vem visitante, comprador e expositor. É o maior negócio no que diz respeito a flores, temos que dar condições para que as pessoas se acomodem aqui e venham com a família. Vai ter um centro de negócios, tem um cinema lá dentro, área tranquila, horizontal e alta. Essa junção do hotel com o residencial e munícipes favorece a todos”.

Artur Medeiros, responsável pelo estudo de mercado e concepção da operação hoteleira, disse que o Boulevard atende demanda por hotéis confortáveis na região, no meio do caminho entre os econômicos e os luxuosos. “É uma necessidade de mercado, esse hotel com 100 apartamentos é mais do que tem toda a cidade”, garantiu.

A arquitetura do empreendimento ficou a cargo das arquitetas Kátia Luisa Silva da Kaza Modelo e de Peitra de Wit Arquitetura e Urbanismo. Peitra que foi ouvida pelo nosso site, relatou que carrega a bagagem de ter morado na Holanda. “O projeto segue padrão, com fachada holandesa, queremos trazer cultura e raízes. Paisagem, produtores, pensamos em tudo isso, ambientação dentro das características de Holambra. Os apartamentos têm três andares, que é o máximo permitido pela legislação”, detalhou a arquiteta, comemorando o fato de o projeto ter obtido o status de sustentabilidade.























Crédito das fotos: Gabriel Expedito

Os empresários da cidade já vislumbram “salto” nos negócios. É o que diz Anne Marie Holman, sócia proprietária da Dessa Consult. “Vai ser importante para quem vem de fora, a opção de ficar mais dois dias na cidade. O apartamento é confortável, conseguimos juntar o trabalho com o lazer”, afirmou ela, pensando no centro de convenções.

“Chama a atenção essa capacidade para receber ônibus, eventos. Vai aumentar a procura pelo turismo”, aposta o autônomo Patrick Audrey Wigman, dono do buffet Pezão Grill. “É a profissionalização da hotelaria de Holambra, da parte de convenções e vem com ideias de fora. Cria-se a oportunidade para lançar mais negócios”, complementou o empresário Markus Johannes.

Crédito das fotos: Gabriel Expedito


46 visualizações