• Da redação

Para homenagear o papai: cuca Sonho de Valsa com morango da Leci Klunk!



Celebra-se neste domingo o Dia dos Pais e já se pressente no ar o alvoroço que antecede a data, com as crianças empolgadas e envolvidas em ensaios escolares para posteriores apresentações que, normalmente, levam até os mais durões, ou pelo menos os que tentam parecer, às lágrimas quando recebem as homenagens dos seus pimpolhos.

Este alvoroço se verifica também pelos comércios, que enfeitam suas vitrines, quase que totalmente com roupas masculinas, sem contar com as inúmeras cestas decoradas, repletas de guloseimas ou de produtos cosméticos para deixar o papai, além de feliz, também cheiroso e com a pele radiante.

Os tempos atuais, movidos a muita pressa e alta ansiedade, têm gerado mudanças rápidas e extremas, que se refletem na sociedade como um todo, e a figura do pai não tem fugido desta dinâmica de transformação.

Com a ida da mulher para o mercado de trabalho, o papel do homem como único provedor da casa sofreu alterações e o pai de hoje acabou se tornando mais próximo dos filhos, pois coloca a mão na massa desde cedo: troca fraldas, dá papinha, banho, leva e busca na escola...faz coisas que há alguns anos seriam inviáveis dentro do contexto das tarefas da paternidade. O resultado desta nova estética, não que isto desmereça a mais conservadora, é que se forma um elo de companheirismo muito forte e isto é fundamental para o desenvolvimento saudável de todo filho.

Meu pai não está mais por aqui já há algum tempo, mas meu amor, carinho e admiração por ele seguem intocados. Homem de personalidade forte e forjado no modelo antigo, dono de uma coragem ímpar, fundamental em tempos de colonização, me preparou para a vida, com seu jeito rústico, da mesma maneira como havia sido criado, com a rudeza de um amor espontâneo e sem psicologias, me ensinando a ser forte e enfrentar a vida de cabeça erguida e reforçando isto com firmeza, a cada vez que pela realidade da vida, eu ameaçava desmontar.

Para prestar uma homenagem a este grande homem das nossas vidas, a coluna viajou ao interior de Santa Catarina, mais precisamente a pequena cidade de São João do Oeste, onde a cozinheira de mão cheia Leci Klunk venceu, em segundo lugar, um concurso de cucas num evento que acontece por lá tradicionalmente na última semana de julho e, portanto, véspera de dia dos pais. Leci, que perdeu o pai recentemente, estende a sua receita premiada e que tem arrancado suspiros de quem a prova, para que as mesas dos leitores do JC fiquem mais saborosas neste domingo especial. Bom apetite!

INGREDIENTES DA MASSA

200 ml de leite morno1 colher sopa de fermento biológico (seco)350 gr de farinha100 gr de açúcar refinado 2 colheres de manteiga ou margarina : 40grs1 colher de banha ( se não tiver banha pode pôr 3 colheres de manteiga ou margarina) 2 ovos1 pitada de sal

Preparo:

Misture o fermento no leite e reserve. Coloque os outros ingredientes numa bacia, ou na vasilha da batedeira. Junte o leite com o fermento e bata na batedeira, ou na mão com uma colher de pau, por cerca de 10 minutos. Deixe a massa descansar, coberta por um pano de prato, por cerca de 45 minutos.

INGREDIENTES DO CREME

1/2l leite condensado 1l leite2 gemas peneiradas 2 colheres sopa rasas de amido (maisena)

Preparo:

Leve ao fogo mexendo até engrossar. Reserve!

INGREDINTES DA FAROFA/ STROISEL (cobertura)

1 xicara chá de farinha 1xicara chá de açúcar refinado 2 colheres sopa margarina Raspas de 1 limão 1 Colher chá rasa de canela50 ml óleo de milho (mais ou menos)4 bombons sonho de valsa picados/ uma caixa de morangos picados

Preparo;

Misture todos os ingredientes com as mãos até obter uma farofa úmida. Reserve!

Abra a massa numa forma (30 cm por 20cm) untada e deixe descansar por mais 45 a 60 minutos. Depois deste tempo, cubra a massa com o creme, e espalhe 4 bombons sonho de valsa picados por cima. Distribua os morangos picados sobre os bombons e para finalizar, distribua a farofa por toda a cuca. Leve ao forno preaquecido a 180 graus e asse por 30 minutos.

RENDIMENTO: 20 a 30 pedaços (penderá do tamanho da fatia e da gula)

ACOMPANHAMENTO: CAFÉ, CHÁ E CHIMARRÃO!

DICA: Para chegar nesta cuca específica, Leci testou várias receitas, que nem sempre davam certas, mas ela persistiu, pesquisou, mudou ingredientes e chegou aonde queria, fica a dica! NOTA: Desejo a todos os pais - tradicionais, modernos, casados, solteiros, separados - um lindo e abençoado domingo com seus filhos!


0 visualização