• Da redação

Rota dos Imigrantes: confira o que falta!




Após reunião com lojistas, Rua Gildo Grigol foi liberada para tráfego com mão dupla

Faltando menos de um mês para o Natal, qual a previsão de término das obras da Rota dos Imigrantes? De acordo com a Assessoria de Imprensa, o prazo original para entrega da obra, até 29 de novembro, foi prorrogado a partir de solicitação feita pela Prefeitura à Secretaria de Turismo do Governo do Estado. A intenção, diante de atrasos pontuais de execução e do período de chuvas, é atenuar o impacto do trabalho no período próximo ao Natal, importante para o comércio local, e assegurar a possibilidade de continuidade das obras sem prejuízo aos cofres públicos ou riscos de sanção por parte do Estado.

O próximo passo das obras, segundo o departamento de Obras e Desenvolvimento Urbano e Rural, é a recomposição asfáltica das vagas de estacionamento, a liberação do fluxo e a limpeza da via - ações que devem acontecer na semana que vem. Os bloqueios previstos são parciais, com fluxo liberado em meia pista, para execução de passagens elevadas. O recapeamento asfáltico virá em seguida.

Reuniões

Durante o período de elaboração do projeto, mais de 80 reuniões foram realizadas com proprietários de imóveis e membros de comissão formada para a discussão da remodelação da Rota. A execução da obra foi tema de outros três encontros com os lojistas e seis com a empresa licitada.

A última reunião com comerciantes foi este semana, dia 27. Participaram, da Prefeitura, o vice-prefeito Fernando Capato, a arquiteta Yessika Eltink e o diretor de desenvolvimento econômico e habitação, Sérgio Celegatti. Estavam presentes cerca de 10 pessoas, incluindo representante da Associação Comercial e Empresarial de Holambra. O encontro foi resultado de solicitação de lojistas e culminou com a abertura, em atendimento à solicitação coletiva, de tráfego em mão dupla na Rua Gildo Grigol, visando facilitar o trânsito de veículos pela rua em obras.

O departamento informou que notificou diversas vezes a empresa responsável pela obra e mantém contato constante com o responsável, cobrando agilidade, dinamismo, planejamento e organização. Técnicos do Poder Executivo também estão diariamente no canteiro de obras, prevendo e evitando erros e atrasos bem como orientando funcionários. Agentes de trânsito e guardas municipais trabalham na sinalização da área e no fluxo de trânsito. A Prefeitura também disponibiliza maquinário para agilizar a demolição e o deslocamento de material.

O que falta ser feito para a conclusão da etapa I da Rota?

- Pequenos trechos de ciclovia, passeio e assentamento de piso podotátil

- Três passagens elevadas (lotérica, Avenida das Tulipas e Itaú)

- Recapeamento e sinalização de todo o trecho.

- Paisagismo e mobiliário urbano.


0 visualização