• Da redação

Jack Flores e Clube disputam título do Amador



Invicto, Jack Flores pega o Clube Fazenda Ribeirão na final: será o primeiro jogo entre os dois times

A final do Campeonato Municipal de Futebol Amador será disputada por dois times que não se enfrentaram na fase de classificação: líder isolado e invicto do Grupo A, o Jack Flores enfrentará o experiente Clube Fazenda Ribeirão, time que chegou à fase mata-mata em terceiro lugar do Grupo B. A final será neste sábado, dia 15, às 15h, no estádio municipal. “Os jogos das semifinais foram eletrizantes”, avaliou a professora do Departamento de Esportes, Maria Vilma Bueno da Silva, ao frisar o equilíbrio entre os times que disputaram as vagas para a final.

Nos jogos das semifinais, realizados no último final de semana, o Jack Flores enfrentou o Bradesco e a expectativa era grande: na fase classificatória, o duelo entre as equipes terminou sem gols. Mas com a vaga para a final em jogo, os times estavam motivados e a rede balançou quatro vezes. Os primeiros minutos foram equilibrados, com boas chances para as duas equipes. “Mas conseguimos melhorar a posse de bola e passamos a ter as melhores chances de gol”, disse Emerson Fabiano da Silva, do Jack. Ainda no primeiro tempo, o Jack Flores perdeu dois jogadores por contusão, mas manteve a posse de bola e abriu o placar no final do primeiro tempo, aos 39 minutos, com o centroavante João Guilherme de Oliveira. No segundo tempo, a equipe do Bradesco passou a arriscar mais e João aproveitou para marcar o segundo, aos 60 minutos. Em uma cobrança de falta, aos 62 minutos, Rodrigo Dionísio Rocha diminui para o Bradesco, mas logo em seguida, aos 70 minutos, João marcou o terceiro para Jack Flores e segue na disputa pela artilharia do campeonato. “A final será contra o Clube, que conta com jogadores experientes e bem qualificados. Vai ser um jogo bem difícil, ótimo para quem for assistir. São times que sempre participam, não é possível arriscar favorito, mas estamos preparados para fazer o melhor”, avaliou Fabiano, ao completar que o campeonato, independentemente de quem levar a taça, será “bem representado”.

2 a 1

A segunda vaga foi garantida pelo Clube Fazenda Ribeirão ao vencer, por 2 a 1, o Imigrantes, líder do Grupo B. “Jogamos contra um time jovem, qualificado, com jogadores bem rápidos e um time bem organizado. Mas, felizmente, também fizemos um bom jogo e saímos com a vitória”, disse o técnico do Clube, Cléber Coelho. O placar foi aberto por Jeferson Brasil, o Kuririm, nos minutos finais do primeiro tempo. “Isso nos deu tranquilidade para organizarmos o time no intervalo e corrigir os erros da primeira etapa. No segundo tempo tivemos a oportunidade de aumentar o placar e não desperdiçamos: fizemos o segundo numa bela jogada com Matheus de Wit e, daí pra frente, tomamos pressão e o time do Imigrantes marcou um belo gol de falta”, disse Cléber, referindo-se ao gol de Diego Ferreira dos Santos, já aos 79 minutos.

Esta é a primeira vez que os jogadores participam do campeonato com o nome do Clube Fazenda Ribeirão, mas em outras oportunidades utilizaram o nome do Vai Quem Qué, que se sagrou campeão em 2013.Segundo Cléber, o campeonato foi bem competitivo, com times qualificados. “Na fase semifinal, qualquer um dos quatro classificados teria condições de levantar a taça”, avaliou.

Para a final, Cléber disse que o time conhece bem o Jack Flores e o potencial da equipe. “Esperamos que seja um belo jogo e que todos se respeitem dentro e fora de campo, pois acredito que esse seja o objetivo do campeonato. As chances, pra mim, estão iguais: 50% pra cada lado e sabemos que, assim como eles, não podemos errar. Esperamos um jogo competitivo e que saia vencedora a equipe que melhor se portar em campo”, completou Cléber, ao informar que o time chega à final sem nenhum desfalque. “Esperamos fazer um belo jogo e coroar o nosso trabalho com a taça de campeão”, finalizou, ao destacar o apoio da torcida ao longo do campeonato.


8 visualizações