• Da redação

Acervo de Família: Puchte de amendoim da Maria Clara Chassot

Aproveito o friozinho de outono que se fez presente no meio desta semana, para pegar carona ainda na esteira do dia das mães e resgato uma receita importante e deliciosa de uma mãe primorosa e guerreira para dividir com os leitores.

A senhora Maria Clara em questão é minha sogra, já partiu desta vida há vários anos, mas seu legado, sua conduta exemplar de mãe, sua garra e dedicação na criação dos filhos, deixaram um patrimônio imensurável que serve de referência, ainda nos dias de hoje, não só para os filhos, mas também para as novas gerações.

Quando conheci minha sogra, ela já estava em idade avançada, tinha então 82 anos de uma vida intensa, pontuada por muito trabalho e disciplina, mas era ainda dona de um vigor e de uma clareza, que muitas vezes não observo em pessoas com menos idade.

Morava no interior e sozinha, pois nesta época já havia perdido seu amado companheiro; os filhos adultos já tinham suas próprias vidas e compromissos, mas apesar disso ela ainda cozinhava e assava no forno a lenha, tomando o cuidado de preparar, um pacote com estes quitutes, para cada filho que morava em Porto alegre e que eu com muito carinho entregava no início da semana.

Neste pacote de mimos, normalmente estava presente, este clássico da família Chassot: o puchte, que apesar do nome um tanto rebuscado, consiste num rocambole de amendoim, muito fácil de preparar e ainda melhor de degustar.

Neste domingo de dia das mães que passou, minha querida cunhada Tile, filha mulher mais velha da dona Maria Clara, minha sogra, preparou especialmente para um lanche como seus filhos esta iguaria sempre servida pela avó nos eventos festivos e resgatou, uma tradição familiar que hoje com muito orgulho e satisfação divido com os leitores do JC.


INGREDIENTES:

3 ovos batidos (pode ser na mão)

2 Xícaras de farinha de trigo

5 Colheres sopa de açúcar

3/4 de Xícara de manteiga (sem sal)

½ Xícara de leite.

Raspas de limão Siciliano

1 Colher sobremesa de essência ou um pacote de açúcar de baunilha

1 Colher de sopa rasa de fermento químico


PREPARO:

Misture todos os ingredientes, até ficar uma massa firme e elástica para poder abrir.

Se necessário acrescente mais farinha, ou mais leite!


INGREDIENTES DO RECHEIO:

2 Xícaras de amendoim cru e com casca, triturado no liquidificador

1 Xícara de açúcar cristal

Raspas de limão siciliano

1 Colher café de canela em pó

1 Pacote de açúcar de baunilha (opcional)

Gema para pincelar.


MONTAGEM:

Abra a massa com um rolo de macarrão, sobre uma superfície enfarinhada.

Espalhe sobre ela o recheio de amendoim, deixando livre 1 cm nas bordas e enrole como um rocambole.

Pincele com gema e leve para assar em assadeira untada no forno médio preaquecido, por 30 a 40 minutos, até o Puchte ficar dourado.

RENDIMENTO: 2 Putches!


DICA: Não abra a massa muito fina, para facilitar o preparo, sem que esta rompa com o recheio.

Como o fermento usado é o químico, não precisa deixar crescer!

NOTA: Meus cumprimentos especiais aos pioneiros que no início de Holambra, quando esta ainda dava seus primeiros passos e sabendo da importância da educação para a formação dos cidadãos, investiram na construção de uma escola, que hoje é referência em toda região.

Parabéns a Escola São Paulo pelos 70 anos de vida!

38 visualizações