• Da redação

Alunos da rede municipal realizam exposição sobre preservação da água

Ação é parte de um projeto em parceria com a secretaria do Meio Ambiente


O Dia Mundial da Água foi celebrado em Holambra com atividades educativas envolvendo os alunos da rede municipal de ensino. Além de participarem de uma exposição com trabalhos sobre o uso racional e a preservação desse precioso bem, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer de perto como as nascentes contribuem para o abastecimento de água na cidade.



Acompanhadas do prefeito de Holambra, Fernando Fiori de Godoy, e dos diretores municipais Alexandre Moreira (Educação), Nilson Marconato (Agricultura e Meio Ambiente), Ariel Cahen (Comunicação e Tecnologia da Informação) e do superintendente do SAEHOL, Geraldo Veloso, estudantes de 6 a 14 anos estiveram no Lago do Holandês e aprenderam sobre a importância da conservação das matas que ficam ao redor das nascentes e de onde vem a água que chega às casas do município.

Atentos, eles ouviram às explicações da consultora ambiental Sílvia Weel e conferiram os detalhes e curiosidades presentes em uma placa afixada no local com o objetivo de informar moradores e visitantes. Gabriel Corrêa Wolski de 12 anos, aluno do 8º ano da escola municipal Parque dos Ipês, ficou encantado com o processo da captação. “É bem legal saber como funciona o processo para a água chegar até minha casa. Parecia tão simples. Achei que viesse da rua e pronto. A placa ficou muito boa. Agora dá para todos saberem como funciona”, comentou.



Além dessa “aula a céu aberto”, alunos da rede municipal também puderam conferir uma exposição que conta com maquetes, cartazes e painéis produzidos por eles em sala de aula sobre Água e sua relação com o clima e com as florestas. Os trabalhos ficarão expostos entre os dias 22 de março e 5 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, no Espaço de Educação Ambiental, que fica na Biblioteca Municipal. A entrada é gratuita e aberta ao público.

“Fizemos um cartaz com rio, borboletas e flores para mostrar a vida. Sem a água não conseguimos regar as plantas e nem teríamos alimento para comer”, disse a aluna do 5º ano da escola Jardim das Primaveras, Dominick Cristina Chaves. Giovanna Pereira Lima, do 4º ano, comentou que sua turma estudou bastante sobre o assunto. “É muito importante que ninguém jogue lixo nas nascentes, que todos economizem água e também que chova para que as nascentes não sequem”, falou.

A coordenadora pedagógica da Escola Primavera, Luciana Cavalcante, conta como esse projeto e outros trazem o senso de sustentabilidade às crianças. "É uma oportunidade de entenderem como preservar é importante para a comunidade, e elas mesmas terem ideias de como é possível reutilizar água". Ela, juntamente com as professoras que acompanharam um grupo de alunos na exposição, enfatizaram a importância de adicionar essas e outras atividades em datas comemorativas no calendário escolar.



Um “banheiro itinerante” foi montado no espaço pela concessionária Águas de Holambra - responsável pela gestão dos serviços de água e esgoto da cidade - para orientar os estudantes sobre o descarte de objetos na rede de esgoto. O objetivo da ação é ajudar a melhorar a qualidade de vida dos participantes e preservar o meio ambiente.

“Eu incentivo muito as pessoas em casa a economizarem água e sempre brigo quando vejo alguém gastando à toa”, exaltou Rafaella de Souza Oliveira do 4º ano da escola Jardim Flamboyant. “A água é um recurso finito e é importantíssimo que nossas crianças se conscientizem e cuidem do planeta, do país, de nossa cidade”, disse o prefeito Fernando Fiori de Godoy durante breve apresentação às crianças. “Ações simples são capazes de fazer a diferença e as crianças, além de serem o futuro, são multiplicadoras”.



0 visualização