• Da redação

Campanha Cesta Solidária tem início em Holambra

Quatro supermercados contam com caixas para receber doações


Os holambrenses poderão contribuir com a campanha do Interact – ligado ao Rotary – até dia 10 de outubro: a “3ª Cesta Solidária” foi lançada na semana passada e quatro supermercados contam com caixas para receber as doações.

Ana Clara Filippini, de 16 anos, e Teresa Venturini, à frente da coordenação do grupo, informaram que a Cesta Solidária integra as ações desenvolvidas pelos jovens ao longo do ano e a colaboração dos moradores têm crescido: no primeiro ano conseguiram montar 26 cestas e, no ano passado, foram 38. O número sempre superou a meta – fixada, respectivamente em 2017 e 2018, em 10 e 20 cestas. Para este ano, anunciaram, a meta é reunir alimentos para a montagem de, no mínimo, 30 cestas.

Ana Clara destacou que as doações são maiores aos finais de semana e, por isto, farão plantões nos supermercados. Mas além de recolherem as doações, pretendem distribuir folhetos e, quando possível, explicar para os moradores o objetivo da campanha.

Para quem ainda não contribuiu ou não conhece esta proposta, todo material doado é recolhido pelos jovens interactianos para a montagem de cestas. Por isto, reforçaram, o foco é na arrecadação de alimentos não perecíveis, mas não descartam produtos de higiene pessoal e de limpeza.

Nos dois primeiros anos, as cestas foram entregues à Pastoral da Saúde, que também será beneficiada este ano. Porém, completou Tereza, vão verificar a possibilidade dos jovens acompanharem uma das visitas. “A ideia é fazermos uma entrega, com visitas às casas das famílias cadastradas, junto com a Pastoral. Desta forma vamos conhecer o trabalho feito pela Pastoral em prol da nossa comunidade e os jovens terão contato com a realidade da nossa cidade”, disse Teresa.

Para quem quiser colaborar, as caixas estão nos supermercados Eva, Makim, Remafra e Tudo de Bom e a campanha de arrecadação dura um mês.



Interact

O Interact conta com 16 jovens de 12 a 18 anos. Ana Clara recebeu o convite de uma amiga para conhecer o grupo e desde então está no Interact. São três anos de dedicação, “sem vontade de sair”. “Não quero fazer 18 anos”, brincou, ao citar a idade limite dos integrantes. Para ela, o Interact proporciona aos jovens a possibilidade de “se colocar no lugar do próximo” e por isto buscam ações que possam atender o máximo de pessoas, de faixas etárias distintas. Participam, por exemplo, da campanha de incentivo à vacinação e, no final do ano, promovem a “Árvore dos Sonhos”, mais um projeto de sucesso que presenteia crianças na época do Natal.

Acompanhe e conheça o trabalho desenvolvido pelo Interact através do Facebook (Interact Club de Holambra) e do Instagram (@icholambra).

34 visualizações