• Da redação

Carnaval de Flores e Cores: foliões garantiram diversão para o público



Mais uma vez, o tradicional desfile de rua, na tarde de terça-feira, levou milhares de pessoas à Alameda Maurício de Nassau. E fechou, com muita criatividade e animação, mais uma edição do ‘Carnaval Flores e Cores’, folia que tem à frente o Clube Fazenda Ribeirão (Grupo dos 11), com apoio da Prefeitura e empresas da cidade.


Para garantir uma boa pontuação, os 19 blocos que se inscreveram levaram à risca os critérios de pontuação: a confecção das fantasias, a animação e a obediência ao tema (#povosunidos). E não decepcionaram o público: teve temas atuais – não poderia faltar o Coronavírus – e temas sempre universais, como o esporte e a preservação da natureza.


Ausente no ano passado, a escola de samba formada por integrantes (e ex-alunos) da Fanfarra Amigos de Holambra voltou e abriu a festa: comandados pelo maestro Mario Sitta, os 70 integrantes embalaram o público e ninguém conseguiu ficar parado. Logo atrás, em um trator decorado com muitas flores, vieram o Rei Momo e a Rainha do Carnaval: Ricardo Curti Alves e Tatiana David. Na sequência, carros alegóricos das cooperativas Veiling Holambra e Cooperflora coloriram a avenida com muitas flores e o público foi presenteado com rosas (veja box). Entre os carros alegóricos recheados de flores – teve até flores que emprestaram suas cores para a maquiagem – e antes dos blocos disputarem as notas dos jurados e a simpatia do público, atrações circenses deram um show à parte e conquistaram a atenção de todos.


E os blocos apareceram: teve quem apostou na vocação de Holambra para o turismo. Não faltaram as baianas, desta vez representadas pelas Veteranas. Já o grupo da Terceira Idade - com cerca de 35 integrantes vestidos de branco e com balões prateados - levou para a avenida a mensagem “A paz começa com um sorriso – de dentro para fora”.


Numa linha mais crítica, o bloco “Os 12 Bafões” relembraram polêmicas do governo Bolsonaro, com uma frase do presidente para ilustrar cada mês. Entre elas: Greta é pirralha (novembro), Cadê o Queiroz? Vá perguntar para sua mãe (maio) e Questão climática é só para veganos (abril).


O coronavírus marcou presença com muita diversão: tinha paciente medicado com bebida alcoólica e a frase “Povos unidos na busca da solução do Corona”. E foliões com bagagens, simulando viagens, ilustrando o lema: “Povos Unidos facilitam a disseminação do Corona”.


E se era para unir o povo, não poderia faltar o esporte: o grupo Abduzidos pelo Esporte reuniu foliões de times diferentes e teve até espaço para o hipismo. Outro bloco arriscou em “Um brinde, seja qual for a bebida, à união dos povos”. E teve até princesa Léia, Darth Vader e Chewbacca: personagens de Star Wars apresentando o lema “Paz nas Estrelas”.


Alguns blocos apostaram na preservação da natureza: teve “A Invasão dos Insetos”, com muitas crianças fantasiadas de insetos diferentes, e o bloco “Vamos polemizar menos e polinizar mais”, misturando abelhas e apicultores, num alerta à importância das abelhas para a natureza. Na sequência, “Homenagem ao homem do campo”, numa referência à agricultura e à valorização do produtor, e a frase “Graças à agricultura, o homem vive em sociedade”.


Outro bloco trouxe foliões representando várias nações e o slogan “Brasil: um país de povos unidos”. Para fechar, os veteranos: 65 anos de união em Holambra. As camisetas, marcando cada época, foram expostas; integrantes distribuíram rosas e teve até uma partida de futebol.


Confira a classificação


Blocos Pequenos

Folia da Bahia de Cores e Sabores

Abduzido pelo esporte

Preservação das abelhas

União Nota 10 Holanda Brasil

Holambike Holambra


Blocos Médios

Povos unidos na solução do Corona

Invasão dos Insetos

Pessoas se colorindo

Os 12 Bafões

Unidos pela Natureza

Desvirtualiza

Prazer Brasil Turismo


Blocos Grandes

65 Anos Unindo Povos

Chamamento pela Paz e Tolerância

Brasil, um país de povos Unidos

Polemizar menos e polinizar mais

Homenagem ao homem do campo

Paz nas Estrelas

Boteco Povos Unidos


Texto: Helga Vilela Fotos: Leila Pacheco


0 visualização