• Da redação

Coronavírus: A capital de SP aposta em hospitais de campanha




Anhembi e Pacaembu terão uma nova finalidade nas próximas semanas: serão transformados em ‘hospitais de campanha’, uma aposta do governo paulista para minimizar a falta de leitos devido ao aumento do número de casos de coronavírus.


Desta forma, para tentar descongestionar a rede municipal de hospitais, a prefeitura de São Paulo vai instalar 2.000 leitos para atender pacientes com coronavírus em estado de baixa complexidade: serão 1800 no Anhembi e 200 no Pacaembu e outras estruturas poderão ganhar a mesma finalidade para atender todas as regiões da cidade.


Os materiais para montagem do hospital de campanha no estádio do Pacaembu chegaram no último sábado e a previsão é que a estrutura com 200 leitos esteja concluída em 10 dias. Já a montagem do hospital de campanha do Anhembi deve ser concluída até o domingo da próxima semana. Segundo o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, “em pouco menos de 15 dias teremos leitos que são fundamentais para aliviar a pressão nos hospitais públicos que ficarão destinados para os casos agravados, casos de UTI. Nestes hospitais de campanha, teremos área de farmácia e alimentação”.


Ontem, o estado de São Paulo contava com 631 casos de coronavírus – 172 casos a mais em relação a sábado (37% de aumento em apenas um dia). São 1546 pessoas infectadas em todo o país e 25 mortes – 22 no estado de São Paulo.


Diferente de cidades da região, que já conta com casos suspeitos ou confirmados, Holambra segue, até amanhã de hoje, dia 23 de março, sem nenhum registro da doença.

144 visualizações