• Da redação

"Diálogo é essencial para proteger crianças contra a violência", afirma diretor da Guarda Municipal

Confira as dicas que Antonio Giron dá para evitar incidentes com estranhos


Noemi Almeida



Um assunto em pauta na Cidade das Flores é a violência infantil, devido ao incidente que aconteceu no última sexta-feira (16), entre uma criança de Holambra e um homem adulto, suspeito de abuso de vulnerável. O homem foi preso pela Guarda Municipal (GM) mediante à imagens das câmaras de segurança de um comércio, na Prainha, e encaminhado à Cadeia Pública de Itapira. Isso foi possível graças à vitima, que, com apenas sete anos, teve coragem de relatar o ocorrido à família.

Essa história deixou muitos pais de "cabelos em pé" - visto o número de comentários sobre o tema nas redes sociais da GM -. Mediante a estes fatos, o Jornal da Cidade conversou com Antonio Giron, chefe da Guarda Muncipal. Ele acompanhou o caso de perto e comentou sobre os procedimentos que podem ajudar a combater o abuso de menores na cidade.

"Uma da principais formas de coibir esse acontecimento é por meio do diálogo. No caso do último fim de semana, só foi possível identificar o suspeito porque a criança teve coragem de contar para os pais o que aconteceu", explica. "A comunicação é essencial para proteger as crianças e falar sobre a importância de preservar o corpo, não deixar ninguém tocá-lo e comunicar aos pais se acontecer é imprescindível", complementa.

Quando questionado sobre o papel do Município com relação à proteção dos indivíduos, Giron defende que Holambra tem tomado medidas para reforçar a segurança. "Como complemento à Polícia Militar, a Guarda Municipal atua com aproximadamente 30 homens que são escalados e recebem treinamento para rondar os bairros, identificar suspeitos e atender a população", pontua. São duas viaturas que trabalham ao mesmo tempo, 24 horas por dia e atendem solicitações pelos telefones 153 (denúncia anônima), 3802-1722 e WhatsApp 9 9741-72033.




Tecnologia à serviço do povo

Uma das artimanhas da Guarda Municipal para tornar eficaz a segurança da população é o uso de câmeras de segurança nos pontos estratégicos da cidade. "Temos orgulho de dizer que todas as entradas são vigiadas, por meia de um sistema integrado, em tempo real, com alta capacidade de ampliação e precisão", salienta Giron. Precisamente, segundo a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, são 21 câmeras operando normalmente, que auxiliam a patrulha local. Por meio delas, é possível visualizar pessoas e movimentações em tempo real. "Na entrada da cidade, a câmera da rodovia vem com um programa que faz a leitura de todas as placas de carro, acessa o banco de dados e identifica os veículos roubados e clonados que chegam em Holambra", acrescenta Giron.

De acordo com guarda municipal, atenção caminha junto com segurança quando o assunto é proteger o município. Para ele a população deve ser ativa, ficando atenta aos movimentos de pessoas estranhar e suspeitas no seu bairro também. "Nós temos obrigação de verificar quando uma denúncia é feita e, na maioria dos casos, ocorrências são mal sucedidas quando os vizinhos ajudam". Ele ainda complementa: "estamos em uma cidade pequena, onde todos se conhecem e devem se proteger -e acredite - a maioria das pessoas que praticam delitos na cidade não são daqui - e são identificáveis", finaliza.






163 visualizações