• Da redação

Estão abertas vagas para qualificação profissional gratuitas

O projeto tem apoio do Ministério da Educação e conta com mais de 6 mil vagas para cursos online



O Projeto Qualifica Mais, que tem apoio do Ministério da Educação, abriu vagas para cursos de qualificação profissional. Podem participar jovens de até 29 anos. Os interessados deverão fazer sua inscrição no site até dia 11 de abril. As aulas começarão no dia 10 de maio e serão transmitidas na modalidade Educação a Distância (EAD). O projeto tem como objetivo auxiliar os jovens na entrada e na permanência em empregos.


Nesta primeira fase do programa, que vem como um teste, estão disponíveis 6.069 vagas gratuitas para a área de Tecnologias da Informação e Comunicação. Essa iniciativa tem como objetivo trazer conhecimento e qualificação profissional para jovens. De acordo com Lenita Congentino Corrêa, professora na rede municipal de Holambra, “projetos como esse visam oferecer para os jovens aquilo que o ensino médio atual não supre, que é a formação para o mercado de trabalho”.


Os participantes poderão escolher entre os cursos de programador de sistemas, programador web e programador de dispositivos móveis, com duração média de 200 horas. Segundo Douglas Antunes, técnico de redes, estudar o ramo de tecnologia cabe não somente a profissionais da área, mas a todos de modo geral. Ele defende que “hoje em dia é tudo muito digital e conectado, e quanto mais pessoas souberem, melhor”.


O projeto distribuiu o número de vagas para 11 partes no país. Para Campinas e região metropolitana, que inclui Holambra, estão destinadas: 207 para programador de sistemas, 188 para programador web e 75 para programador de dispositivos móveis. Os candidatos deverão escolher uma das três linhas de estudo. Quanto ao espaço de trabalho, de acordo com Antunes, a demanda de profissionais é crescente e constante. “Tem muito mercado, muita oportunidade, mas falta preparo dos profissionais disponíveis", salienta.


Os interessados podem encarar o projeto como ponte para novas frentes. Ao analisar o projeto, Antunes afirma que “é possível dentro da tecnologia permear em áreas diferentes, por exemplo, uma pessoa que trabalha com programação, ela pode muito bem ter um conhecimento elevado em hardware ou até mesmo em rede”. Com isso crescem as chances de avanço na carreira.


Quanto ao processo seletivo do projeto, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC informou que os estudantes passarão por uma seleção feita na plataforma EduLivre. Lá os candidatos farão o preenchimento de uma trilha educacional que dará conhecimento sobre o contexto do mercado de trabalho tecnológico e comunicacional.

O processo se encerra no dia 11 de abril e fornecerá informações sobre os cursos e os locais de trabalho relacionados a eles.


Os resultados da seleção serão divulgados a partir do dia 15 de abril. O contato será pelo e-mail do candidato e é preciso prestar atenção ao prazo de pré-matrícula, pois ele terá quatro dias corridos para confirmação da matrícula. Caso a pessoa não confirme a tempo, cederá a vaga a outro participante. Vale lembrar que podem participar do projeto, jovens de até 29 anos e que tenham completado o ensino médio. As aulas começarão no dia 10 de maio. [1]

Amanda Januário

Imagem: Tony Winston/Agência Brasília/Divulgação

70 visualizações0 comentário