• Da redação

Holambra decreta período de quarentena


Entre as medidas, decreto limita número de pessoas em estabelecimentos e proíbe corte de energia elétrica



Helga Vilela


A partir de hoje, dia 23 de março, os estabelecimentos comerciais que se mantiverem abertos terão de respeitar as normas estabelecidas pelo decreto que determinouo período de quarentena em Holambra por tempo indeterminado.

O decreto do prefeito Fernando Fiori de Godoy determina a proibição de atendimento presencial durante a quarentena e permite, com regras, a manutenção de alguns serviços, como transporte público, transportadoras, empresas de telemarketing, pet shops, deliverys, supermercados, mercados e padarias, funerárias e postos de combustíveis e de abastecimento.

Para restaurantes e similares, fica proibido o consumo de bebidas e alimentos nos estabelecimentos, os quais podem atender a partir de serviço de entrega e/ou delivery. Entre os estabelecimentos de abastecimento e serviços que poderão manter o atendimento estão agências bancárias e lotéricas, correios, oficinas, táxis e motoristas por aplicativo, pet shops (veterinárias devem atender de portas fechadas, sem atendimento ao público), mercados de flores e afins, órgãos de imprensa e distribuidoras de água e gás. Aos estabelecimentos proibidos de abrir – e vale lembrar que algumas lojas de roupas e acessórias optaram pelo fechamento já na semana passada - fica permitida a atividade por telefone e meios eletrônicos.

Para os estabelecimentos que permanecerão abertos, é obrigatória a disponibilidade de álcool em gel para clientes e funcionários e todos devem afixar, em local visível, recomendações e orientações sobre o coronavírus.

O decreto também estabelece número máximo de pessoas em cada estabelecimento (até 10 em estabelecimentos de pequeno porte; 20 em comércio de médio porte e no máximo 60 naqueles de grande porte). Para todos os estabelecimentos, a distância mínima entre as pessoas deve ser de um metro. Por fim, o atendimento ao público pode ser diário, mas respeitando o horário das 7h às 19h.

Órgãos públicos

Além das regras para empresas, o decreto traz regras para o atendimento nos órgãos públicos, os quais passam a trabalhar internamente, com equipe em sistema de revezamento e por meio de home office. Exceção são as áreas de saúde, segurança, trânsito, limpeza pública e alguns setores da Promoção Social.

Na semana anterior, a Prefeitura já tinha proibido o corte do fornecimento de água a todos os moradores por 60 dias – mesmo perante não pagamento - e a partir de hoje esta determinação se estenderá à energia elétrica.

=

0 visualização