• Da redação

Holambra está no ‘Caminho Pro Interior’

Inauguração do primeiro trecho será amanhã; peregrinação incluirá Holambra em 2020



Uma peregrinação que começa e termina na região. Amanhã, dia 26, será inaugurado o primeiro trecho do “Caminho pro Interior” e Holambra está entre as 18 cidades incluídas neste roteiro. Por aqui, a inauguração será no primeiro semestre de 2020 e, até lá, a cidade garantirá a infraestrutura necessária (sinalização) para que os participantes façam o percurso em segurança.

O projeto foi idealizado pela amparense Kate Jeremias, com a colaboração de mais quatro profissionais (Laura UmbelinaSanti, Roseli Vasco de Toledo, Silvana Ismael Guarizzo e Viviana da Silveira Bueno). A nova rota, inspirada nos Caminhos da Fé e da Luz, conta com 400 km que une as nove cidades do Circuito das Águas Paulista e mais nove cidades próximas, sendo três do sul de Minas Gerais, mantendo o turista na região. O objetivo, frisou Kate, é dar ênfase e mostrar as belezas das 18 cidades que o compõe: Amparo, Mostardas (distrito), Monte Alegre do Sul, Serra Negra, Lindóia, Águas de Lindóia, Monte Sião/MG, Bueno Brandão/MG, Munhoz/MG, Socorro, Pedra Bela, Pinhalzinho, Tuiuti, Morungaba, Distritos de Sousas e Joaquim Egídio (Campinas), Pedreira, Jaguariúna, Holambra, Santo Antônio de Posse e Arcadas (distrito), retornando a Amparo.

Kate contou que, como devota de Nossa Senhora da Aparecida, fez o Caminho da Fé logo após se recuperar de um problema de saúde e, posteriormente, em 2018, fez o Caminho da Luz. “Percebi que temos lugares tão lindos quanto os das cidades incluídas nesses roteiros. Amparo é muito bonita e pensei em uma rota que começasse e terminasse nesta cidade”, resumiu, ao explicar que buscou parcerias para compor o caminho e, também, passou a ideia para Laura Santi, da Usina do Conhecimento, empresa de consultoria em turismo e eventos, que “ficou encantada” e há um ano trabalham na finalização do roteiro.

Ela destacou que o percurso é quase todo rural, porém o ponto de referência em cada cidade será uma igreja. “As cidades ficarão responsáveis pela sinalização e qualquer pessoa poderá fazer o Caminho pro Interior sem pagar, pois não entra em propriedades rurais”.

Para o prefeito de Holambra, Fernando Fiori de Godoy, esse projeto permitirá à cidade fortalecer ainda mais sua atividade turística, que já é referência no Estado de São Paulo e na região, além de fomentar a economia dos municípios participantes, mobilizando o setor de serviços. “Receberemos agora um novo público que terá acesso às paisagens rurais e urbanas, à cultura e às tradições de Holambra e à hospitalidade do nosso povo”, completou. A diretora de Turismo, Alessandra Caratti, reforçou que o projeto é “extremamente importante, pois nos dá condições de trabalhar, também em conjunto, ações de divulgação turística”. “É um fortalecimento coletivo do turismo. Temos muito a ganhar com isso.”

Laura Santiexplicou que Holambra foi incluída no Caminho pro Interior por pertencer ao Circuito das Águas Paulista. “É uma Estância Turística e possui ótimas condições para compartilhar iniciativas e eventos com as demais cidades do Caminho pro Interior”, disse, ao adiantar que Holambra está no programa de inauguração entre abril e junho de 2020. “Está no fechamento do nosso itinerário e será ótimo poder fechar com chave de ouro”.

E apesar do itinerário do Caminho pro Interior privilegiar as estradas rurais, ele também traz o turista para a área urbana, “pois prevê que cada marco oficial do caminho fique ao lado da principal igreja da cidade”, conforme observou o prefeito de Monte Alegre do Sul, Edson Rodrigo de Oliveira Cunha, cidade incluída no roteiro de inauguração deste sábado.

Assim, conforme os diretores que atuam na área de turismo dessas cidades, o Caminho pro Interior permitirá que cada cidade crie produtos turísticos e de lazer próprios ou em parceria com outras cidades, produzindo eventos dos mais diversos tipos, desde caminhadas e corridas rurais até passeios fotográficos.

A inauguração do 1º trecho de 49,9 km será amanhã, a partir das 6 horas, com saída da Praça Monsenhor João Batista Lisboa, junto à Catedral Nossa Senhora do Amparo, com duração de dois dias, visitando o Distrito de Mostardas, Monte Alegre do Sul e terminando em Serra Negra. O percurso nessas cidades já está sinalizado e ainda é possível fazer a inscrição pelo site www.sympla.com.br ou pelo emailcontato@caminhoprointerior.com.br.

Kate reforçou que qualquer pessoa poderá fazer o Caminho Pro Interior (por parte ou inteiro) seguindo a sinalização, sem pagar nada. Porém, em breve será lançado o site e os participantes, mediante uma taxa, receberão uma identificação que garantirá, por exemplo, descontos em pousadas e restaurantes. Ela explicou que o Caminho Pro Interior será mantido pela Associação Amigos do Caminho pro Interior e os pacotes de serviços de apoio ao Turista-Peregrino serão vendidos por uma operadora associada.

Mais informações: contato@caminhoprointerior.com.br e nos perfis do Facebooke Instagram (caminhos prointerior1).

87 visualizações