• Da redação

Holambra tem a 5ª melhor nota no Ideb da região

Resultado da avaliação saiu no último dia 15; diretor de educação comemora


A educação básica de Holambra está entre as cinco melhores (vinte é o total de cidades da Região Metropolitana) da Região Metropolitana, com Índice de Desenvolvimento, o IDEB, observado de 7,2. O IDEB é um indicador criado pelo governo federal que tem o intuito de medir a qualidade do aprendizado nas escolas nacionais e estabelecer metas para melhoria no ensino. A avaliação, com resultados divulgados na última terça-feira (15), foi feita em 2019.


O Ensino Fundamental da cidade atingiu todas as metas projetadas pelo indicador nos últimos três anos, sendo o Ensino Fundamental I o responsável pelo melhor desempenho registrado este ano. A meta projetada era de 5,7 e a cidade ultrapassou a nota com 1,5 de diferença, chegando a 7,2.


De acordo com Alexandre Moreira, Diretor de Educação em Holambra, o resultado é fruto do comprometimento dos professores que são capacitados para trabalhar com os alunos de forma dinâmica, de modo que o aprendizado não se torne algo massante, que os sobrecarregam, e sim divertido.


Segundo ele, houve uma mobilização nas escolas durante todo o ano para que os alunos não tivessem a sensação de que a Prova Brasil é apenas mais uma prova. Isso é uma coisa que eu sempre falei pra rede: o aluno tem que se sentir feliz em primeiro lugar e não ter aquela pressão do estudo, falando que ele tem que estudar porque tem que ir bem na prova, senão ele não vai bem”, diz.


O diretor fala ainda do “Ginca Brasil”, plano criado na EMEB Jardim das Primaveras, que aplicava uma vez por semana uma gincana com perguntas aplicadas em edições anteriores da Prova Brasil: “Eles estavam aprendendo, estudando e brincando de uma forma divertida. Era aquele momento que os professores e coordenador tinham para avaliar e ver os aspectos que precisavam ser trabalhados”. A unidade teve o melhor resultado no Ideb deste ano, com 7,3.


Para ele a pontuação não é só decorrência da dedicação dos educadores, mas também de toda a equipe que colabora para uma boa educação, desde a faxineira até a diretoria da escola, porque o conforto do ambiente escolar promove o melhor desempenho dos estudantes.


As metas projetadas para Holambra no IDEB 2021 são de 5,9 para o Ensino Fundamental I e 4,8 no Ensino Fundamental II e o diretor Alexandre Moreira acredita que essas metas não só serão atingidas como ultrapassadas, mesmo com o ensino em casa. “Ano que vem a rede terá que fazer um grande trabalho de análise de planejamento e mais intensidade nos estudos, para fazer essa recuperação, mas eu acredito que nós vamos até superar o que tiramos agora” finaliza o diretor.


No ranking da RMC, Holambra só ficou atrás das cidades de Itatiba que alcançou o 1º lugar com Ideb 7,5; Indaiatuba em 2º com 7,4; Jaguariúna em 3º com 7,4; e Nova Odessa em 4º com 7,3. Artur Nogueira ficou em 13º lugar com nota 6,6 e Santo Antônio de Posse em 20º com 5,9.

Gabriela Magalhães - Estágio PUC Campinas

34 visualizações