• Da redação

Obras avançam ao redor do Moinho Povos Unidos


Projeto prevê oito lojinhas e banheiros; forma de exploração ainda será avaliada pela Prefeitura


Uma obra que ficou parada por mais de um ano foi iniciada durante esta quarentena:

As lojinhas no entorno do Moinho Povos Unidos. Para tirar o projeto do papel, a Prefeitura precisou fazer uma nova licitação e o valor final teve um acréscimo de mais de R$ 130 mil: passou de R$ 817.965,27 para R$ 951.794,81. As obras começaram em abril, com prazo para execução de 12 meses.

O projeto inclui a construção de banheiros e oito lojas no térreo, além de um terraço no pavimento superior que poderá ser acessado por uma rampa ou por uma escada interna. A obra contará, nos fundos, com uma fachada típica holandesa. A intenção é que estes espaços abriguem estrutura de suporte ao atrativo principal como, por exemplo, lojas de artesanato e souvenir ou cafés.


Segundo informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura, ainda será avaliado o formato de autorização para exploração dos espaços. Cada lojinha tem aproximadamente 27m² (6,3 x 4,3m).



A construção das lojinhas é a segunda etapa do projeto da Praça do Moinho, que ainda prevê uma terceira fase de obras na área em que se encontra o container que hoje abriga o Núcleo de Artesanato de Holambra (NAH). Esse investimento foi adiado em função do contingenciamento, pelo Governo do Estado, de recursos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade). A Prefeitura disse que a partir da retomada do convênio, alternativas serão discutidas junto aos artesãos que, por enquanto, manterão suas atividades no mesmo local.


Esta obra também não trará mudanças para os artesãos que participam da Feira de Artesanato de Holambra que funciona no Centro de Cultura e Eventos. Suspensa desde o início da quarentena, esta feira será retomada a partir deste final de semana, dia 5 de setembro.

A primeira etapa do projeto foi composta pelas obras de acesso ao Centro de Cultura e Eventos e de estacionamento de veículos no platô ao lado.


Licitação

A primeira licitação foi realizada em maio de 2018 e o início das obras estava previsto para fevereiro de 2019. Neste período, a empresa responsável foi notificada diversas vezes para dar início à obra. No mês de agosto de 2019 foi solicitada a paralisação de qualquer atividade no local em função da Expoflora. No fim do ano passado, o contrato foi rescindido e uma nova licitação realizada. A ordem de serviço para a nova empresa foi dada em abril de 2020. A empresa vencedora já realizou outros serviços na cidade, entre eles a reforma da Policlínica, iniciada em 4 de maio e já finalizada.

Helga Vilela

53 visualizações