• Da redação

Pais e alunos continuam contando com o atendimento para sanar dúvidas


Pais e alunos que estão enfrentando dificuldades com o ensino à distância podem agendar reunião ou esclarecê-las por telefone




O que é MMC e MDC? Quando se emprega mais ou mas? O correto é mau, mal ou ambos? Como vivia o homem no Paleolítico? O ensino à distância, que na rede municipal de Holambra acontece através de apostilas preparadas pelo departamento, tem exigido um conhecimento que já foi esquecido pela maioria dos pais.




As apostilas foram liberadas na primeira semana de maio, com material para ser feito pelos alunos nas próximas 10 semanas (até a primeira semana de julho), mas muitos pais relataram que estão enfrentando dificuldades para sanar as dúvidas de seus filhos. Alguns pais ouvidos pelo Jornal da Cidade – os quais preferiram não se identificar - gostariam que o material usado em sala de aula (livros didáticos) fossem liberados, mas esta medida, pelo menos por enquanto, não será empregada pelo departamento. Outros pais procuram auxílio na internet, mas todos temem a falta de didática e até mesmo o risco de ‘ensinar o filho de forma errada’.

Como a situação é nova para todos, o departamento lembrou que oferece a possibilidade de agendamento para pais e alunos, mas adiantou que “tem recebido poucas ligações”. Também informou que 95% dos estudantes já estão com as apostilas. O material restante segue disponível na unidade em que aluno está matriculado. “A equipe já fez contato com os pais orientando a retirada o mais breve possível”, informou o departamento.


Sobre a liberação dos livros usados em sala de aula, o departamento reforçou que no momento “o trabalho será realizado somente com as apostilas, assegurando que todos tenham garantidos igualdade e acesso ao conteúdo”. Posteriormente serão avaliadas atividades online e o uso de outros recursos.


Agendamento

Em caso de dúvidas sobre as atividades da apostila, os pais devem entrar em contato diretamente com a escola em que o aluno estuda. Podem, ainda, solicitar atendimento presencial, mediante agendamento prévio por meio do telefone (19) 3802-1469, no período compreendido entre 7h e 11h e 13h e 17h. Nesses atendimentos, todas as orientações do Departamento de Saúde, que incluem distanciamento mínimo, uso de máscaras e higienização com álcool em gel, serão seguidas rigorosamente.


Assim, em caso de dúvidas ou dificuldades ao longo do estudo através da apostila, o departamento reforçou que “a disponibilidade de professores para atendimento presencial busca evitar eventuais prejuízos ao processo de ensino das crianças, assegurando assistência pedagógica sempre que necessário”. Os pais podem, também, agendar reuniões com os coordenadores. “Há, inclusive, coordenadores pedagógicos à disposição para dar suporte aos estudantes e também aos pais, sobre como auxiliar diretamente no ensino dos filhos com mais eficácia. É importante que os pais procurem participar ativamente, que organizem rotinas de estudos, com horários dedicados exclusivamente a essas atividades, e que incentivem outros meios de aprendizado, quando possível, por meio da leitura e da pesquisa”, completou o departamento.


Dias letivos

Devido à pandemia e tendo em vista que houve a antecipação do recesso escolar e das férias, o calendário escolar foi readequado: contará com 190 dias letivos (são, geralmente, 200 dias).

Por fim, o departamento disse que a Educação, como um todo, “acaba sendo prejudicada pela pandemia do novo Coronavírus”, mas que está atuando permanentemente para minimizar os prejuízos e garantir a aprendizagem dos alunos”. Sobre uma possível repetição do ano letivo, informou que seguirá “orientações da Diretoria de Ensino de Mogi Mirim e da Secretaria de Estado da Educação”.

Helga Vilela

29 visualizações