• Da redação

Prédio do NAOTT passa por uma grande reforma



Com o objetivo de melhor atender os frequentadores do Núcleo de Atenção e Orientação Terapêutica ao Trabalho (NAOTT), a Prefeitura de Holambra realiza reformas e melhorias no prédio. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos até o início de dezembro. O espaço oferece assistência multidisciplinar a pessoas com deficiências.

A pintura das áreas interna e externa do imóvel foi renovada. O local recebeu novas portas e janelas, que passaram a contar com persianas. Agora, todas as salas possuem equipamento de ar condicionado e os banheiros ganharam chuveiros. Os toldos foram substituídos e, um deles, ampliado para garantir a proteção dos assistidos em dias de muito sol ou de chuva. Também foi realizado no local um trabalho de manutenção e limpeza das calhas, substituição de telhas e vedação de vasos sanitários e pias.

O espaço passou a contar ainda com um novo trabalho paisagístico e até com um lago que receberá uma fonte decorativa e peixes. Dezenas de mudas de árvores frutíferas foram plantadas. Refletores, pintura de postes de iluminação e a substituição de parte do gramado por piso intertravado também fazem parte do projeto. Um quiosque de 48m² está sendo construído para que os assistidos possam realizar as atividades manuais ao ar livre.

O Núcleo também recebeu novos móveis como sofá, tapete e mesas. Os funcionários têm à disposição agora uma máquina de lavar e o bebedouro de água foi substituído. As salas passaram a contar com identificações.

"Aproveitamos o período de paralisação das atividades, em função da pandemia do novo coronavírus, para a realização dessa grande reforma", explicou a diretora municipal de Promoção Social, Viviane Furgueri. "O Naott é um orgulho para o povo holambrense e já realiza um trabalho de referência na região. Agora passaremos a atender os assistidos com mais conforto e com possibilidade de oferecer ainda mais atividades para o desenvolvimento deles", disse ela, que também é mãe de uma das frequentadoras no Núcleo.

Viviane contou também que máscaras de pano e escudos faciais, além de kits com escovas e pastas de dente, já foram adquiridos e serão utilizados quando houver a retomada das atividades.

O projeto oferece atendimento psicossocial para pessoas com deficiência, preparo dos participantes para o mercado de trabalho e realização de atividades remuneradas dentro da própria instituição. Os frequentadores do Núcleo têm assistência de psicólogo e de terapeuta ocupacional, atendimento odontológico, aulas de dança adaptada, jiu-jítsu, música, artes e viola caipira. Além disso, produzem em uma horta alimentos que são consumidos em refeições oferecidas pela Prefeitura.

7 visualizações