• Da redação

Produtores rurais de Holambra e região participam do "tratoraço" contra aumento de impostos em SP

O protesto acontece amanhã, dia 07/01/2020, às 8:00 h e em Holambra a concentração será em frente ao Moinho Povos Unidos


O maior protesto do agronegócio já organizado no Estado de SP reúne diversas entidades, cooperativas e produtores rurais, que se organizam num protesto para amanhã, quinta-feira (7/1) contra o fim da isenção de 4,14% sobre o ICMS dos produtos agrícolas.

Convocado pelas redes sociais, o "tratoraço" recebeu rapidamente a adesão dos produtores de cada localidade. A presidente da Sociedade Rural Brasileira, Teresa Vendramini, confirmou presença no protesto. Mais de 150 municípios de diversas regiões paulistas já confirmaram participação no tratoraço. O protesto vai acontecer, na maior parte das cidades, perto de supermercados, com o intuito de que os consumidores recebam a mensagem de que quem irá "pagar a conta dos impostos é povo".

Além do fim da isenção sobre o ICMS, o governador João Dória também aumentou as taxas sobre a importação de remédios contra o câncer. As alterações constam da Lei 17.293/20 e dos decretos 65.253 a 65.255.

Os organizadores do movimento divulgaram uma lista de produtos que devem ter o preço aumentado com o fim da isenção do ICMS. Veja quais são:

- Leite longa vida: 8,4% - Carnes: 8,9% - Medicamentos para Aids e Câncer na rede privada:14% - Cadeira de rodas e equipamentos para pessoas com deficiência: 5% - Têxteis, couros e calçados: 7,3% - Energia elétrica para estabelecimento rural: 13,6%


Acompanhe os municípios participantes:


Fonte: Boletim de notícias ConJur


322 visualizações0 comentário