• Da redação

Professores da UniFAJ recebem Medalha de Mérito do Conselho Regional de Educação Física

Os professores do curso de Educação Física da UniFAJ Taiguara Bertelli Costa e Luiz Gustavo Bonatto Rufino foram contemplados com a Medalha de Mérito 2019 do Conselho Regional de Educação Física - São Paulo. A Medalha da Educação Física, outorgada por ocasião da comemoração do Dia do Profissional de Educação Física, é destinada a reconhecer Profissionais de Educação Física inscritos no Sistema CONFEF/CREFs, que no campo da Educação Física, tenham se distinguido de forma notável ou relevante, bem como contribuído com seu trabalho ou ações para o engrandecimento da Educação Física.

Para a escolha, há uma Comissão Especial de Indicações, constituída por Conselheiros do Conselho Regional da 4ª Região de São Paulo – CREF4/SP, nomeada especificamente para este fim: coordenar o processo de seleção dos Profissionais a serem homenageadas, subsidiando a Diretoria do CREF4/SP que encaminhará ao Plenário do CREF4/SP para homologação das indicações. Cada Conselheiro faz a sua indicação dos candidatos, essas indicações são encaminhadas a Comissão Especial de Indicação. Deve haver uma proposta fundamentada com os dados completos da Pessoa Física e/ou Jurídica a ser homenageada, especificando os motivos relevantes prestados à causa da Educação Física.

“Para mim essa medalha representa reconhecimento. Atualmente, minha atuação na área é exclusivamente acadêmica, tanto no ensino e quanto na pesquisa. Dedico-me em tempo integral na formação dos novos Profissionais de Educação Física. Portanto, é com muita alegria e satisfação que recebo o reconhecimento do Conselho ao nosso trabalho aqui na UniFAJ. Isso reflete o reconhecimento do Conselho Regional de Educação Física de São Paulo (CREF-04/SP) ao trabalho de toda uma Instituição de ensino superior em formar os futuros profissionais da área. Reflete o empenho e dedicação de todos os professores e gestores do curso de Educação Física em fornecer uma formação de altíssima qualidade, que de fato possa contribuir significativamente para o engrandecimento da área da Educação Física”, comenta Bertelli, que é coordenador do curso de Educação Física da UniFAJ.


PRÊMIO EDUCADOR NOTA 10

Luiz Gustavo Bonatto Rufino conta que foi indicado pelo presidente do CREF-SP, o professor Nelson Leme. “Não o conhecia pessoalmente, mas acredito que minha indicação se deu em decorrência de ter sido contemplado com o PRÊMIO EDUCADOR NOTA 10, a maior premiação nacional de professores da educação básica (foram quase 5 mil trabalhos para apenas 10 vencedores e eu sou o único ganhador da Educação Física, portanto represento esta área de certa forma). Acredito que esta tenha sido a maior motivação para minha indicação”, aponta.

Para ele, homenagens e reconhecimentos são sempre momentos gratificantes. “Essas oportunidades fazem a gente refletir sobre o dia a dia e todo o esforço e percalços que passamos diariamente. Busco ter uma visão de gratidão e alegria com o reconhecimento, mas sei que os desafios são diários e as responsabilidades aumentam à medida que esses reconhecimentos se fazem presentes, portanto o trabalho continua sendo árduo e agora dobrado. Em todo caso, é muito bacana poder contar com momentos como esse”, comemora.

Por um lado, diz Luiz, o CREF é a entidade que regulamenta e fiscaliza a atividade profissional da Educação Física e “essa premiação acaba por coroar em certa medida parte da minha trajetória profissional”.

O professor acrescenta que há também algumas ações em decorrência da premiação. “O próprio CREF realiza diversos seminários temáticos (denominados de Ciclo do Conhecimento) e eu fui convidado para participar de alguns desses eventos nos próximos meses e acredito ter sido em decorrência da premiação. Também fizeram uma reportagem especial e entrevista que será veiculada na revista institucional do CREF e poderá até mesmo vir a ser vinculada à revista do CONFEF (Conselho Federal da Educação Física - entidade nacional). Portanto, acredito que seja um momento de exposição tanto de minha atuação profissional quanto das instituições que apresento vínculo profissional”, comenta.


0 visualização