• Da redação

Revisão do carro é necessária para garantir uma viagem segura no feriado da Páscoa

Passe em um mecânico confiável antes de dirigir pra fora da Cidade das Flores


Está pensando em viajar? alguns cuidados são essenciais para sair da Cidade das Flores em segurança, entre elas, a revisão do seu veículo. A revisão de segurança inclui a verificação de pneus, suspensão, freios, óleos e filtros, bateria, palhetas de limpeza dos vidros e filtro do ar-condicionado. A orientação é que os motoristas marquem com antecedência a revisão para evitar filas. A avaliação do veículo dura, em média, de 30 a 40 minutos. Mas, se for necessário trocar uma peça, o trabalho pode se estender por uma manhã ou uma tarde.

Como acontece sempre, nos feriados, aumenta o movimento nas estradas e a falta de revisão ou manutenção dos veículos pode ser responsável por quebras e acidentes. Um dos grandes vilões é o pneu. Mais de 30% das chamadas de assistência de guincho nas estradas aconteceram em decorrência de problemas como pneu furado, em más condições ou estepe vazio. Para uma viagem tranquila, é preciso verificar se o pneu está careca e fazer a calibragem, o balanceamento e o alinhamento.

“O principal item que precisa ser checado antes da viagem é o pneu. O próprio motorista pode verificar se o pneu está careca, ou gasto, colocando uma moeda de R$ 1,00 no sulco da borracha. Caso a borda dourada estiver aparecendo, o pneu certamente não tem mais condições seguras de rodagem”, explica o gestor de Inovação do Centro de Treinamento Técnico e de Inovação (CTTi), Leandro Vanni.

Se o sulco tiver menos de 1,6 milímetro de profundidade o pneu já é considerado “careca”, o que reduz a aderência do veículo ao piso. O engenheiro recomenda que os motoristas também estejam atentos ao estepe. “As pessoas se esquecem de calibrá-lo e mantê-lo em condições de uso. Dessa forma, em uma emergência, o motorista não poderá contar com esse pneu”, adverte. “É preciso avaliar, também, as pastilhas, discos e fluido. Todo o sistema deve estar funcionando perfeitamente para garantir a segurança do motorista no momento da frenagem. Dirigir na estrada exige ainda mais dos freios dos veículos”, alerta o especialista.




13 visualizações