top of page

Saúde intensifica ações de combate à Dengue



Agentes do Departamento Municipal de Saúde de Holambra coletaram entre segunda e quarta-feira, dias 19 a 21 de fevereiro, 231 larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, durante ações direcionadas em áreas onde foram registrados casos da doença. O trabalho de reconhecimento de possíveis focos e de orientação dos moradores, seguido de bloqueio e controle de criadouros em 150 metros no entorno da casa e também de nebulização, começou no início da semana após um aumento expressivo no número de casos confirmados no município.


De acordo com boletim divulgado na quarta-feira, dia 21, a cidade conta com 57 casos da doença. No ano passado inteiro foram 17. Nas unidades de saúde do município os casos suspeitos dobraram neste mês, na comparação com janeiro. Os bairros com mais confirmações são o Morada das Flores, Parque dos Ipês e Imigrantes.


“Os agentes recolheram nas casas visitadas 243 larvas no total e 231 foram identificadas como do mosquito da dengue. Uma situação preocupante e que reforça a necessidade do cuidado por parte da comunidade, com o monitoramento de jardins e quintais, para evitar criadouros”, explicou a médica veterinária da Vigilância Ambiental de Holambra, Angela Varella Katz.


Segundo ela, o clima quente e o excesso de chuvas são propícios para a proliferação do Aedes aegypti. “Por isso, é fundamental que a comunidade monitore com frequência suas casas para evitar criadouros. E que abra as portas para nossos agentes. O trabalho precisa ser conjunto entre população e Poder Público”, disse.  


Desde 20 de janeiro, a cidade realiza mutirões de combate ao mosquito todo sábado. Nos últimos dias as ações foram intensificadas por decisão do departamento de Saúde, após o aumento de casos. Desde a segunda, dia 19, além das atividades preventivas e de conscientização que ocorrem rotineiramente, como visitas nas residências para monitoramento, coleta e reconhecimento de larvas, atividades em unidades escolares e mutirão e entrega de material informativo, os servidores passaram a realizar ações direcionadas em áreas onde são registrados casos da doença.


“Primeiro os agentes vão até a residência onde há um caso confirmado para reconhecer um possível foco e orientar os moradores. No dia seguinte há uma ação de bloqueio e controle de criadouros no entorno da casa e no terceiro dia é feita a aplicação de inseticida para matar os mosquitos adultos e possivelmente infectados com o vírus da dengue, detalha Angela.


O diretor municipal de Saúde, Valmir Marcelo Iglecias, ressalta que é fundamental o trabalho em conjunto entre Prefeitura e moradores. “Pedimos para que a população abra as casas para os agentes”, explicou. “Também é necessário que os cuidados para evitar a proliferação do mosquito sejam tomados de maneira frequente, independentemente da estação do ano, evitando o acúmulo de água parada e monitorando sempre o jardim e o quintal. Cada um deve cuidar do seu jardim, do seu quintal, para evitar os criadouros”.


No portal da Prefeitura, em www.holambra.sp.gov.br, a população pode contribuir indicando possíveis criadouros, por meio da Ouvidoria. O telefone da Vigilância Ambiental é o (19) 3802-7978. Em caso de suspeita de Dengue, a orientação é procurar a unidade de saúde o mais rápido possível.


Como combater o mosquito:

- Vedar caixas d´água

- Não manter água parada em calhas ou outros recipientes

- Evitar o acúmulo de lixo e manter lixeiras fechadas

- Trocar por areia a água dos pratos de flores e de plantas

- Lavar e esfregar vasilhames e potes de animais domésticos pelo menos uma vez por semana.


Sintomas da Dengue:

- Febre alta

- Dor de cabeça

- Dor atrás dos olhos

- Dor nos ossos e articulações

- Manchas vermelhas no corpo

15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page