• Da redação

Salário de servidores públicos é reajustado em Holambra

Vale alimentação teve o valor dobrado


A Prefeitura de Holambra reajustou, esse mês, os salários de seus 734 servidores em 4,28%, recompondo a inflação do último ano (3,78%) e assegurando aumento real de 0,50% aos vencimentos do funcionalismo. O vale-alimentação, concedido mensalmente em complemento ao salário, foi ampliado em 100%, passando de R$ 130 para R$ 260. A revisão proposta pelo prefeito Fernando Fiori de Godoy foi aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal em 18 de fevereiro e passa a vigorar ainda esse mês.

Desde de 2013, o reajuste geral anual para servidores públicos é uma obrigatoriedade imposta por Lei na Cidade das Flores. A medida, implementada no primeiro ano de mandato do atual prefeito, visa impedir a defasagem salarial diante da inflação. Nos últimos sete anos as correções foram de 6,50% (2013), 6,28% (2014), 8,17% (2015), 9,28% (2016), 4,08% (2017), 2,12% (2018) e 4,28% (2019), sempre respeitando o Índice Nacional de Preços do Consumidor Amplo (IPCA). Somados, os reajustes totalizam, em soma simples, 40,71%. O aumento acumulado, no entanto, foi de 48,29%.

“Sabemos da importância dos funcionários para garantir a oferta de serviços públicos de qualidade nas mais diferentes áreas. Asseguramos a data-base da revisão anual para conter a desvalorização dos salários, passamos a conceder benefícios como o vale-alimentação e não deixamos em nenhum momento de priorizar saldo para a folha”, explica Dr. Fernando. “Mesmo durante o momento mais grave da crise nossa administração nunca atrasou salários, nem décimo terceiro”.

Além da recomposição inflacionária e do pagamento em dia, Holambra ampliou os salários de servidores com os vencimentos mais baixos. As sete primeiras faixas tiveram seus valores elevados em 2017 e vigoram hoje acima de R$ 1.330 mensais, acima do piso nacional. O aumento acumulado nos últimos sete anos, nesses casos, foi de 96,33%, com aumento real que chega à marca de 48,09%.

“Todos os servidores, em maior ou menor escala, obtiveram, além de reajustes de inflação, aumento real de salário ao longo dessa gestão”, destacou o prefeito – que adequou também o piso salarial de professores do magistério, antes inferior, ao valor determinado pelo Ministério da Educação, hoje fixado em R$ 2.557,74.



35 visualizações