• Da redação

Simples e sofisticado: A riqueza da culinária peruana: aji de galinha!




Numa semana marcada pela floração exuberante e de curta permanência dos ipês brancos, apesar de faltarem ainda dez dias para o início oficial da primavera, o verão se fez presente de forma muito contundente e o forte calor deu uma pista do que nos aguarda quando entrar esta estação.

Ironicamente, quando me deparei com o forte calor, estava regressando de uma viagem incrível, para um país vizinho nosso, de uma riqueza cultural fantástica e dono de uma natureza exuberante: o Peru. Por lá o frio ditava as regras e saí diretamente das coloridas lãs das doces lhamas, tecidas pelos quéchuas em seus teares artesanais, para um figurino fresco e de tecidos leves.

O Peru, além das inúmeras belezas naturais marcadas pela exuberância da cadeia de montanhas dos Andes, tem uma culinária gastronômica muito rica, centrada nos legumes e vegetais e na abundância dos pescados do Pacífico.

Através de um projeto social, chamado Mater, baseado especificamente na riqueza dos ingredientes naturais e na diversidade de um microcosmo de climas, alguns chefs peruanos atravessaram a cadeia de montanhas que cerca o Peru e projetaram esta culinária de raiz, para o mundo afora, dando a ela status de alta gastronomia e tirando muita gente da linha de pobreza.

A receita que a coluna publica, o aji de galinha, é um dos pratos mais tradicionais de um povo humilde, gentil e hospitaleiro. Costumam comê-lo diariamente, seria como o nosso feijão com arroz e acho que tem tudo a ver com estes dias quentes e extemporâneos, que estamos passando.

O nome do prato tradicional é uma referência a um tipo de pimenta: “Aji”, que acompanha muitos pratos peruanos e tem um picante delicioso. Como por aqui não temos a pimenta aji, vou substituir pela nossa musa local: a pimenta dedo de moça. Boa viagem nesta rica e deliciosa cultura!


INGREDIENTES:

500 Grs. de galinha (peito ou coxa)

2 Talos de aipo, limpos e cortados em talos grandes

2 Cenouras descascadas e cortadas em pedaços grandes

2 Cebolas

2 Dentes de alho

1 Pimentão amarelo

2 Pimentas dedo de moça

4 Batatas

½ Copo de leite

250 grs. de pão branco amanhecido

½ Copo de leite

50 grs. de nozes, ou castanhas picadas

2 Ovos cozidos

1 Colher chá de cúrcuma em pó

5 Grãos de pimenta

Sal a gosto

Azeitonas pretas e ramos de salsinha para decorar


PREPARO:

Coloque a galinha em uma panela grande, junte o aipo, as cenouras e uma cebola inteira, tempere com sal, os grãos de pimenta e cubra com água fria e filtrada. Leve ao fogo e deixe cozinhar por 1 hora, para apurar bem o sabor. Enquanto o caldo ferve, numa panela a parte coloque o pimentão e as pimentas (sem as nervuras brancas) para ferver por 5 minutos. Escorra, reserve um pouco da água e bata, para formar uma pastinha de pimentas. À parte cozinhe também as batatas.

Desligue a galinha, retire a carne da panela e desfie.

Refogue a cebola restante com os alhos e a pasta de pimentão e pimentas. Adicione a galinha desfiada, algumas conchas do caldo, a cúrcuma e deixe cozinhar por 10 minutos. Esprema o pão e junte este e as nozes ou castanhas picadas, coloque na panela, dê uma boa misturada e acerte o sal (a mistura deve ficar bem cremosa).

MONTAGEM:

Fatie as batatas em rodelas e acomode numa travessa, coloque em cima a mistura de galinha e decore com os ovos, as azeitonas e os ramos de salsa. Bom apetite!

RENDIMENTO: 4 Porções!

ACOMPANHAMENTO: Arroz branco e saladas.

Para beber: cerveja bem gelada!

DICA: O aji de galinha costuma vir acompanhado de uma porção de arroz branco. Como os peruanos veneram o milho (choclo), o arroz vem sempre com estes grãos, fica a sugestão.

NOTA: Assim como o milho, a batata está presente em quase todos os pratos peruanos. São mais de 4.000 variedades, numa explosão de cores e sabores!

59 visualizações