• Da redação

UnFAJ completa 20 anos de investimentos em educação

Instituição foi inaugurada no dia 4 de maio de 1999 e tinha apenas 200 alunos; hoje são mais de 9.500


Ao completar 20 anos de história, a UniFAJ (Centro Universitário de Jaguariúna) conta com mais de 9,5 mil alunos em seus 25 cursos de graduação nas áreas de Humanas, Saúde, Exatas e Agrárias, distribuídos em cinco campi: uma clínica integrada onde ocorrem as aulas práticas dos cursos da área da saúde; Hospital-Escola Veterinário; Centro de Pesquisas Ambientais e Agropecuárias (CPA); Campus I e Campus II, que recebem os demais cursos da Instituição, além da FAAGROH (Faculdade de Agronegócios de Holambra), que é parceira da UniFAJ e única faculdade do Brasil com instalações abertas e aulas 100% práticas.


O Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ) iniciou suas atividades no campus I, localizado na região central do município de Jaguariúna, no ano 1999. Apenas quatro anos depois, devido à grande procura das graduações ofertadas pela então Faculdade de Jaguariúna (FAJ), entra em operação o campus II em uma área de mais de 140 mil m², oferecendo outros novos cursos de ensino superior e proporcionando um maior investimento em tecnologia para os cursos já existentes.

Em 2005, a Instituição dá mais um grande passo: inaugura o maior Hospital-Escola Veterinário da América Latina, que hoje realiza mais de 40.000 atendimentos ao ano e é referência no atendimento de animais de pequeno e grande porte, 24 horas por dia.

Já em 2006, ampliando seu catálogo, a ainda FAJ, inicia a oferta de cursos de Pós-Graduação lato sensu em várias áreas do conhecimento. “Por acreditar na importância da formação continuada, há mais de uma década investimos nos cursos de pós-graduação lato sensu em várias áreas do conhecimento. São cursos que trazem a proposta de valorização da formação profissional e pessoal dos nossos alunos. Isso somado a nossa estrutura de laboratórios, biblioteca, salas de aulas e professores e colaboradores capacitados e preparados, faz com que nos destaquemos no setor educacional, alcançando diferenciais com alto nível de qualidade”, enfatiza o professor Thales Coelho Borges Lima, diretor da Pós-Graduação da UniFAJ.



Em 2017, ao completar 18 anos de existência, a até então FAJ, conquista mais um grande reconhecimento: sua elevação para Centro Universitário de Jaguariúna (UniFAJ).

Esse novo passo é reflexo de todo o empenho que a Instituição deposita diariamente na constante e incansável evolução e que faz dela referência em todo o Brasil.

Em 2018 a UniFAJ deu início à UniJÁ, modalidade a distância, que oferece 27 graduações 100% online e 17 semipresenciais.


OPORTUNIDADE DE QUALIFICAÇÃO PARA O MERCADO

Em duas décadas de funcionamento, a UniFAJ conquistou notas máximas em todos os seus cursos, seja no MEC ou ENADE, mantendo a cada dia sua visibilidade, respeito e, principalmente, garantindo aos seus alunos a plena formação e sua altíssima empregabilidade, sempre com foco na prática, na internacionalização e na responsabilidade sociocultural, ambiental e civil.



O reitor da UniFAJ, professor Dr. Ricardo Tannus, acredita que o êxito nestes 20 anos foi alcançado porque a UniFAJ representa, para muitas pessoas, a oportunidade real de qualificação para o mercado de trabalho. “Aqui as pessoas têm as opções dentro dos projetos pedagógicos de vivenciar uma realidade da necessidade do mercado”, afirma. “A empregabilidade nesse próximo século estará ligada a quem souber trabalhar em equipe, tiver humildade e conhecimento técnico. Se não corresponder a esse tripé, não vai trabalhar”, defende o professor Tannus.

O discurso do reitor é apoiado nos resultados obtidos pelas UniFAJ nos últimos anos, sendo reconhecida no País como a melhor em vários curso, que ano a ano obtêm notas máxima nas avaliações do MEC e nos exames do ENADE.

O curso de Medicina Veterinária da UniFAJ, por exemplo, mais uma vez está entre os melhores do Brasil. Segundo o RUF (Ranking Universitário Folha 2018) divulgado recentemente, a graduação ocupa o 2º lugar no ranking nacional entre os Centros Universitários privados. São diversas conquistas nos últimos anos, fato que colocou a instituição entre os destaques nas principais avaliações do país.

Além de obter notas altas em avaliações, como Enade (MEC) e ocupar posição de destaque em ranking educacionais, a Medicina Veterinária da UniFAJ tem reconhecimento internacional, pois o diploma do curso é aceito em países como os Estados Unidos. Através da ECFVG (Comissão Educacional para Médicos Veterinários Graduados no Exterior), a graduação foi adicionada à lista de faculdades da AVMA (Associação de Médicos Veterinários da América). Isso possibilita que alunos veterinários formados pela Instituição possam validar seu diploma nos Estados Unidos, podendo tanto exercer a função como profissional da área, como fazer uma pós-graduação, doutorado, mestrado tendo em vista que o mesmo é reconhecido como Médico Veterinário em diversos estados americanos, respeitando a política de cada local.

“Mantemos, também, um Hospital-Escola Veterinário que é referência nacional e internacional no atendimento 24 horas de grandes e pequenos animais, recebendo e atendendo encaminhamentos de ONG´s parceiras de forma gratuita mediante agendamento prévio e disponibilidade de vagas, além de animais vindos de várias cidades do estado de São Paulo e de outros estados, em razão da qualidade e excelência de atendimento, vez que o mesmo é, além de tudo, uma escola de aprendizado contínuo para nossos alunos”, destaca o pró-reitor acadêmico da UniFAJ, professor José Carlos Pacheco Coimbra. 

Além disso, 72% dos cursos da Instituição estão entre os melhores da RMC, 68% posicionam-se entre os melhores do estado de São Paulo e 58% estão entre os 30 melhores do Brasil. “Todos os nossos cursos são muito bons, mas temos estes que são muito reconhecidos no Brasil graças à dedicação dos coordenadores, dos professores e do envolvimento dos alunos”, destaca o diretor do Campus II da UniFAJ, professor Flávio Pacetta, que faz questão de enfatizar: “A educação é o único meio de mudança de uma sociedade.”

O professor Flávio Pacetta ainda lembrou a trajetória da faculdade no decorrer destes anos e mencionou que a UniFAJ começou bem pequena há 20 anos, mas sempre foi um projeto ousado e pensado bem antes. “Anos antes da inauguração, já havia professores e pessoas envolvidas com a educação de qualidade que queriam montar uma instituição diferenciada”, relembra.



O diretor conta que Jaguariúna foi a cidade escolhida porque fica dentro da RMC (Região Metropolitana de Campinas), uma região muito rica e de fácil acesso. “Mas se a gente não tivesse colocado aqui investimento, infraestrutura e professores gabaritados para fazer o aluno entender que ele só consegue compreender a teoria se ele estiver praticando dentro e fora da sala de aula, nós jamais teríamos saído de 1999 com 200 alunos e chegado hoje, em 2019, com quase 9.500 alunos, isso só aqui em Jaguariúna, porque nós temos em Indaiatuba a UniMAX (Centro Universitário Max Planck), que embora seja mais nova, está trilhando o mesmo caminho”, destaca Pacetta.

“Nesses 20 anos de UniFAJ, a instituição conquistou um lugar de respeito e prestígio no Ensino Superior do Brasil por seu compromisso com a qualidade de ensino e por seu impacto na sociedade onde está inserida. O modelo de ensino praticado em todos seus cursos de graduação oferece experiências acadêmicas e profissionais aos alunos, para inseri-los no mercado de trabalho com experiência prática e inovadora e com um protagonismo que os torna únicos”, reforça o diretor do Campus I da UniFAJ, professor Hector Escobar.

19 visualizações